Publicidade

Correio Braziliense

Joice Hasselmann diz que tirou um peso das costas ao ser destituída

A parlamentar disse ter recebido apoio de outros partidos, até mesmo da oposição


postado em 18/10/2019 12:20 / atualizado em 18/10/2019 12:22

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A vice-líder do PSL deputada Joice Hasselmann (SP) deu entrevista, em frente ao Brasil 21, onde fica a sede nacional do partido, na manhã desta sexta-feira (18/10). Ela estava no local com outros membros para uma convenção extraordinária. Aparentando leveza, a parlamentar, que foi destituída so cargo de líder do governo no Congresso e ficou sabendo pela imprensa, disse que tirou um peso das costas, pois não precisará mais "engolir sapo" e defender posturas que não concorda. 

 

A parlamentar disse ter recebido apoio de outros partidos, até mesmo da oposição, após a destituição. "Muitas vezes você tem que defender coisas que não acredita porque são ossos do ofício. Eu os entreguei resultados. Ontem, eu recebi telefonemas de todos os líderes, de 150 deputados. Todo mundo se solidarizando", disse.

 

"Ninguém fez mais pela reforma da Previdência do que eu. Era eu e o Rodrigo Maia trabalhando por ela. Ninguém rodou o Brasil como eu fiz e ninguém entregoum um PLN com unanimidade na história", acrescentou. 

 

Ela lembrou, também, do pedido de verba suplementar do governo, que impediu que Jair Bolsonaro quebrasse a regra de ouro e se sujeitasse à possibilidade de um processo de impeachment. "Deu pra ele fôlego, inclusive para escapar de um processo de impeachment. Então, eu saio muito tranquila para cuidar, de fato, com mais intensidade, do meu mandato e sem trava nenhuma na boca. Eu posso, realmente, apoiar aquilo que eu acredito", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade