Publicidade

Correio Braziliense

Frota vai sugerir sabatina com Regina Duarte, caso ela aceite cargo

Parlamentar diz já ter formulado um requerimento para que a atriz seja convocada para responder a perguntas de deputados e senadores na Comissão de Cultura da Câmara


postado em 27/01/2020 18:57 / atualizado em 27/01/2020 19:34

(foto: Pablo Valadares/Camara dos Deputados)
(foto: Pablo Valadares/Camara dos Deputados)
O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) tem em mãos um requerimento para solicitar a convocação de Regina Duarte a uma sabatina na Comissão de Cultura da Câmara. A atriz é a principal cotada para assumir a Secretaria Especial da Cultura, e até já manifestou em redes sociais a sua vontade de contribuir com o governo de Jair Bolsonaro. Segundo Frota, o pedido será protocolado assim que o nome dela for confirmado para a chefia da pasta. 

O parlamentar quer promover a conversa de Regina com deputados e senadores para que a atriz possa apresentar o plano cultural que ela tem para o país. “Ela vai poder ter oportunidade falar o que ela pensa, o que ela quer e como ela vai agir. A gente espera que ela chegue para agregar e que tenha bons planos para a cultura visto que o Bolsonaro, infelizmente, apequenou a cultura do Brasil. Precisamos fazê-lo entender que a cultura é muito maior que ele. Portanto, na sabatina, a Regina vai ter a oportunidade de mostrar que veio para mudar alguma coisa, pois nós já temos quase 14 meses de governo e nada foi feito de bom para a cultura”, explicou Frota.

A partir do protocolamento do pedido, o deputado estima que a sabatina seja feita em até 10 dias. “Esperamos que ela nos mostre toda a sua planilha e, também, a equipe dela. Queremos saber quem serão seus secretários, principalmente o do Audiovisual, que tem sido um transtorno para os produtores e os atores brasileiros devido à censura e à perseguição do Bolsonaro contra a classe artística. O presidente é vingativo e não gosta de cultura. Isso está errado. O país é um celeiro cultural que precisa ser respeitado”, comentou Frota.

Críticas

Frota também acredita que o interrogatório possa servir para Regina explicar o motivo de já ter promovido mudanças internas à Secretaria Especial da Cultura mesmo sem ter aceitado oficialmente o convite de Bolsonaro. Na quinta-feira da semana passada (23/1), a atriz escolheu a reverenda Jane Silva, atual secretária da Diversidade Cultural, para assumir interinamente o posto de secretária-adjunta do órgão. Frota espera, ainda, que ela se justifique sobre uma declaração que teria feito a respeito de não querer morar em Brasília, mas sim, apenas passar alguns dias na capital do país.

“Me chama a atenção ela, antes de assumir a pasta, já começar a convocar e escalar pessoas do segundo e terceiro escalão. Ainda por cima, diz que não quer morar em Brasília. Eu acho que esse trabalho requer um envolvimento total. Além disso, ela precisa ser imparcial. Não pode ser ideológica nem entrar no grupo reacionário do Bolsonaro. A nossa cultura tem que ser aberta”, frisou o deputado. 

Além disso, Frota quer uma justificativa de Regina pelo fato de uma empresa dela dever R$ 319,6 mil ao Fundo Nacional da Cultura em razão de um financiamento com base na Lei Rouanet. “Ela tem que explicar o fato de ser uma das devedoras da Lei Rouanet. No momento em que ela assumir a pasta, ela precisa dar uma explicação: se vai pagar se essa dívida ou se vai ela ser excluída do caderno de devedores. Aí, eu acho que aqueles que também devem poderão se manifestar querendo o mesmo tratamento dado a ela. Então, tudo isso ela tem que planilhar para a gente”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade