Politica

Bolsonaro comenta fala de Eduardo e diz que não tem problemas com a China

Acusação do deputado federal gerou uma grande repercussão e foi repudiada pelo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming e autoridades brasileiras

Ingrid Soares
postado em 20/03/2020 10:41

Jair BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro afirmou, na saída do Palácio da Alvorada, na manhã desta sexta-feira (20/3), que não há problemas com a China. A fala se refere à declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro postada na noite do dia 18, na qual ele indicou que a culpa pela pandemia do novo coronavírus é do Partido Chinês Comunista.

A afirmação causou "repúdio" do embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. Os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente, se pronunciaram sobre o assunto e enviaram um pedido de desculpas formal ao chanceler e ao governo chinês.

Questionado se comentaria as declarações, Bolsonaro respondeu que há ;zero; problemas com a China e disse que avalia uma ligação para o presidente chinês, Xi Jinping Ainda assim, o chefe do Executivo disse que não vê motivo para crise. ;Primeiro, qual é a causa? Não há nenhum problema com a China. Zero problema com a China. Se tiver que ligar para o presidente chinês, eu ligo sem problema nenhum. Qual é a acusação?Qual é o motivo desse problema? Que o vírus teria nascido na China. É esse o motivo da crise? Vocês tem escrito há mais de dois meses que o vírus nasceu na China;.

Bolsonaro foi perguntado diversas vezes se acreditava ser culpa da China a crise do novo coronavírus. Ele disse que é comum a alegação de que a transmissão do vírus começo na China e que a mídia noticiou o fato por várias vezes, mas que não emitiria opinião sobre o assunto. Segundo Bolsonaro, não partiu dele a acusação.

Repórter - ;Foi culpa da China?;

Bolsonaro - ;Vocês têm dito isso constantemente.;

Repórter - ;Acredita que é culpa deles?;

Bolsonaro - ;Eu não dou, não manifesto minha opinião sobre isso. Vocês têm dito constantemente que esse vírus nasceu em Wuhan na China;.

Jornalista - ;A Câmara dos Deputados se desculpou. O senhor acha que foi exagero?;

Bolsonaro - ;Esse assunto é página virada, não existe problema com a China. Zero problema com a China. Conversei com a Tereza Cristina [ministra da Agricultura] hoje. Não temos problema com a China;.

Jornalista - O senhor pretende enviar pedido de desculpas formal?

Bolsonaro - Eu cometi algum crime?Me responda aí. Fiz alguma acusação? Me responda se eu fiz alguma acusação. O governo brasileiro está muito bem com a China;, afirmou.

Ao final, questionado novamente se pretende entrar em contato com o líder da China, Bolsonaro deu a entender que caso o fizesse, seria para conversar sobre medidas tomadas por Jinping para o controle da doença no país. ;Se houver necessidade. Tem uma necessidade muito maior, a questão do vírus que a curva está em descendência, os hospitais estão sendo desativados. O que for utilizado para chegar nesse ponto, se houver necessidade eu ligarei ligarei sim sem problema nenhum. Sem problema nenhum não. Faz parte do meu ofício tomar uma atitude como essa;, concluiu.


Pedido de desculpas

Nessa quinta-feira, O deputado federal Eduardo Bolsonaro utilizou o Twitter para tentar se desculpar com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, Eduardo, que preside a Comissão de Relações Exteriores, com influência direta na política externa brasileira, disse que não ofendeu o povo chinês e que ;tal interpretação é totalmente descabida;.


Ele ainda escreveu que ;compartilhou postagem que critica a atuação do governo chinês na prevenção da pandemia, principalmente no compartilhamento de informações que teriam sido úteis na prevenção em escala mundial;. No entanto, o filho ;03; do presidente da República voltou a arriscar a diplomacia entre os países e atacou o chanceler ao dizer que o embaixador não rebateu os argumentos colocados por ele, e que ;apenas demonstrou irritação com o post e direcionou erroneamente suas energias no compartilhamento de posts ofensivos à honra da família dele;.

;Assim, mesmo vivendo numa democracia com ampla liberdade de imprensa e expressão, não identifiquei qualquer desconstrução dos meus argumentos por parte do embaixador chinês no Brasil;, escreveu. O parlamentar ainda emendou dizendo que ;jamais teve a pretensão de falar pelo governo brasileiro;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação