Politica

Bolsonaro diz que educação está horrível e pode escolher novo ministro hoje

A pasta já trocou de comando três vezes desde o início do governo

Ingrid Soares
postado em 02/07/2020 10:07
Jair BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro afirmou, na manhã desta quinta-feira (2/7), que a educação no país está ;horrível; e que poderá escolher ainda nesta quinta o novo ministro da Educação.

A fala ocorreu na saída do Palácio da Alvorada, após uma apoiadora, que afirmou ser representante de escolas particulares, ter dito ao chefe do Executivo que a educação "está definhando no Brasil".

"Está definhando? A educação está horrível no Brasil", rebateu. "Talvez escolha hoje o ministro da Educação. Deu problema com o Decotelli", completou Bolsonaro.

O Diário Oficial da União (DOU) publicou, nessa quarta-feira (1;/7), ato que tornou sem efeito a nomeação de Carlos Alberto Decotelli para a pasta. Com várias inconsistências no currículo, o economista e professor foi pressionado pelo governo federal a pedir demissão cinco dias após a nomeação dele para a educação.

[SAIBAMAIS]Durante a passagem relâmpago de Decotelli como ministro foram reveladas fraudes sobre os títulos descritos no currículo disponibilizado na plataforma Lattes. A situação, no entanto, ficou insustentável após a Fundação Getulio Vargas (FGV)informar que Decotelli não foi pesquisador ou professor efetivo da instituição, mas sim professor colaborador.

Cotado

Anderson Ribeiro Correia, reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), é o nome mais cotado para ser o próximo a comandar o Ministério da Educação. Com perfil técnico e currículo robusto e checado, ele já teria o aval de militares e da ala ideológica do governo Bolsonaro.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação