Publicidade

Correio Braziliense

FGV nega que Decotelli tenha sido professor efetivo da instituição

Em nota, Fundação Getúlio Vargas desmente experiência informada no currículo do novo ministro de Educação. Decotelli tem colecionado fraudes curriculares


postado em 30/06/2020 11:55 / atualizado em 30/06/2020 19:32

Após diversas polêmicas envolvendo o currículo do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última quinta-feira (25), acumula mais uma fraude. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) negou que Decotelli tenha sido professor da instituição. 

Em nota enviada ao Eu, Estudante, a FGV confirmou o curso de mestrado de ministro, concluído em 2008, mas negou que ele tenha feito parte da comunidade docente. “Professor Decotelli atuou apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos e não como professor de qualquer das escolas da Fundação”, afirma o texto. 

O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
A FGV afirma ainda que Decotelli não foi pesquisador da instituição e, também, não teve pesquisas financiadas pela instituição. 

Mais polêmicas no currículo

Desde que foi nomeado a ministro, Carlos Alberto Decotelli da Silva teve titulações apresentados em seu currículo desmentidas. Ainda nesta segunda-feira (30), a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, confirmou em nota que Decotelli não concluiu programa de pós-doutorado pela instituição. 

“Ele não obteve nenhum título em nossa universidade. A Universidade de Wuppertal não pode fazer nenhuma declaração sobre títulos obtidos no Brasil.”

Na sexta-feira (26), Franco Bartolacci, reitor da Universidade de Rosário, na Argentina, desmentiu publicamente publicação feita em rede social em que o chefe do executivo, Jair Bolsonaro, afirma doutorado de Decotelli pela instituição. 
 

"Precisamos esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na @unroficial o doutorado mencionado nesta comunicação", escreveu o reitor. 

Além disso, em mais uma polêmica envolvendo a títulos na FGV, uma análise feita pelo UOL apontou fraudes na dissertação de mestrado do ministro da Educação


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Colégio promove debate sobre futuro do Enem 19:18 - 09/07/2020 - Compartilhe

Colégio promove debate sobre futuro do Enem

publicidade
publicidade