Publicidade

Correio Braziliense

Queiroz presta depoimento nesta quinta sobre suposto vazamento de operação

Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro fala no âmbito da investigação que apura suposto vazamento da Operação Furna da Onça, em 2018


postado em 02/07/2020 14:55

(foto: Nelson Almeida/AFP)
(foto: Nelson Almeida/AFP)
O policial militar aposentado Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), presta depoimento na tarde desta quinta-feira (2/7) ao Ministério Público Federal (MPF). Queiroz foi preso em 18 de junho e está no Complexo Penitenciário Bangu, no Rio de Janeiro, e depõe do local.

 

O depoimento é no âmbito da investigação que apura suposto vazamento da Operação Furna da Onça, em 2018, um desdobramento da Lava-Jato. Na época, um relatório do então Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou uma série de transações suspeitas que somavam R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017 de Queiroz. 

 

Foi a partir deste relatório que teve início a investigação do Ministério Público do Rio (MP-RJ) sobre esquema conhecido como ‘rachadinha’, de desvio dos salários de servidores na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). 

 

Suplente de Flávio denunciou o vazamento

 

A denúncia de suposto vazamento foi feita em entrevista à Folha de S. Paulo pelo empresário Paulo Marinho, suplente de Flávio e que atuou na campanha do presidente Jair Bolsonaro, em 2018.

Ele disse que na época Flávio foi informado por um delegado da PF sobre a Operação Furna da Onça, que chegou a Queiroz. Após informação, Queiroz e sua filha, Natália Melo de Queiroz, lotada no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro, foram exonerados, no dia 15 de outubro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade