Politica

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz é preso em Atibaia

O policial militar aposentado estava em um escritório de propriedade de um advogado do senador, em Atibaia (SP), e deve ser levado para o Rio de Janeiro ainda nesta quinta

Philipe Santos, Ingrid Soares, Sarah Teófilo, Hellen Leite
postado em 18/06/2020 07:02

Queiroz era assessor e motorista do senador Flavio BolsonaroFabrício Queiroz, ex-assessor do senador e filho do presidente Jair Bolsonaro Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi preso pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (18/6), em Atibaia (SP). Ele também é alvo de busca e apreensão.

Segundo o Ministério Público de São Paulo (MPSP), o policial militar aposentado estava em um escritório de propriedade do advogado Frederick Wassef, que representa o senador e o presidente da República, Jair Bolsonaro. O defensor chegou a negar que sabia sobre o paradeiro de Queiroz, durante uma entrevista no ano passado.

Segundo o delegado da Polícia Civil de São Paulo Osvaldo Nico Gonçalves, os caseiros do imóvel afirmaram, durante a operação, que o ex-assessor estaria na residência há cerca de um ano. O ex-assesor foi levado para o Rio de Janeiro.


[FOTO1619288]

Outros alvos

A Operação Anjo cumpre ainda outras medidas cautelares autorizadas pela Justiça relacionadas ao inquérito. Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), a Justiça também decretou medidas cautelares ; que incluem busca apreensão, afastamento da função pública, o comparecimento mensal em Juízo e a proibição de contato com testemunhas ; contra outros suspeitos de participação no esquema. São eles:

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) também autorizou a prisão de Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Queiroz. Ela também trabalhou no gabinete de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) entre os anos de 2007 e 2017.

Flávio Bolsonaro se pronuncia

O senador se pronunciou no Twitter sobre a prisão do ex-assessor, mas sem citar o caso. "Encaro com tranquilidade os acontecimentos de hoje. A verdade prevalecerá! Mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonaro. Em 16 anos como deputado no Rio nunca houve uma vírgula contra mim. Bastou o Presidente Bolsonaro se eleger para mudar tudo! O jogo é bruto", escreveu.

[VIDEO1]

Já o presidente Jair Bolsonaro não fez a costumeira parada na porta do Palácio da Alvorada para cumprimentar apoiadores e ignorou cerca de 25 bolsonaristas que o aguardavam no local. O presidente passou reto com seu comboio oficial rumo ao Palácio do Planalto e os simpatizantes se quer receberam um aceno de Bolsonaro de dentro do carro.

O caso Queiroz

[SAIBAMAIS]A prisão de Queiroz, expedida pela Justiça do Rio, faz parte da investigação da polícia carioca sobre um esquema de "rachadinha" ; quando funcionários são coagidos a devolver parte do salário ; na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O filho de Bolsonaro foi deputado estadual de fevereiro de 2003 a janeiro de 2019.

Segundo o processo, o antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf) aponta que Queiroz teria movimentado R$ 1,2 milhão de forma atípica em sua conta. Em abril de 2019, a Justiça do Rio de Janeiro determinou a quebra do sigilo fiscal e bancário de Queiroz, do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), e de outras 84 pessoas e nove empresas entre 2007 e 2018.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação