Publicidade

Correio Braziliense

Facebook notifica brasileiros que tiveram dados acessados por hackers

Segundo o site, os invasores que realizaram o ataque no mês passado podem ter obtido dados como nome, e-mail, número de telefone, locais visitados recentemente e buscas recentes feitas na internet


postado em 17/10/2018 12:31

(foto: Joel Saget/AFP)
(foto: Joel Saget/AFP)
 
O Facebook começou, nesta quarta-feira (17/10), a enviar mensagens para os brasileiros que tiveram dados privados acessados por hackers no mês passado. A empresa não informou quantos usuários do país tiveram os dados pessoais acessados pelos criminosos, mas confirmou que, no mundo todo, o número chega a 30 milhões. 

Além disso, no período do ataque, entre 14 e 27 de setembro, outros 60 milhões tiveram suas chaves digitais invadidas e, por isso, suas contas foram bloqueadas. Não se sabe, porém, se essas pessoas também tiveram os dados pessoais roubados (veja abaixo o tipo de informação que pode ter sido acessada).

Inquérito civil público

De acordo com o site, no dia 28, todos os 90 milhões de usuários foram notificados e erros que possibilitaram a fraude foram corrigidos. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu inquérito civil público, em 1º de outubro, para investigar o possível vazamento de informação de usuários brasileiros. 

A Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do MPDFT, nas considerações da abertura do inquérito, afirma que investiga a atuação da Cambridge Analytica no Brasil. A empresa de publicidade analisa dados de eleitores e consumidores para a criação de estratégias de comunicação. Nos Estados Unidos, a companhia foi apontada como responsável por uma das ações que ajudou a eleger Donald Trump.
 

Detalhes da invasão

Ao abrir o Facebook, o usuário que teve as informações acessadas é notificado sobre o incidente de segurança e pode acessar mais detalhes do que foi acessado pelos hackers na Central de Ajuda. O Facebook esclarece quais foram as informações acessadas pelos hackers. Veja:

Informações que foram acessadas:
Nome
Endereço de email principal
Número de telefone mais recente adicionado
 
Além disso, os invasores acessaram outras informações das contas, como:
Nome de usuário
Data de nascimento
Gênero
Tipos de dispositivos usados para acessar o Facebook
O idioma escolhido para usar no Facebook

Se você adicionou as seguintes informações específicas à conta do Facebook, elas também foram acessadas:
Status de relacionamento
Religião
Cidade natal
Cidade atual
Trabalho
Educação
Site
As 10 localizações mais recentes nos quais você fez check-in ou foi marcado. Essas localizações são determinadas pelos locais mencionados nas publicações, como pontos de referência ou restaurantes, e não pelos dados de localização de um dispositivo
As 15 pesquisas mais recentes inseridas na barra de pesquisa do Facebook
Páginas ou pessoas que você segue no Facebook

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade