Caso Miguel

Famosas vestem camisas com frases ditas pela mãe de Miguel em protesto

Miguel não resistiu ao cair de uma altura de 35 metros do 9, após ser deixado sozinho no elevador pela patroa da sua mãe, a primeira-dama do município de Tamandaré, Sarí Corte Rea

Diário de Pernambuco
postado em 01/09/2020 19:54
 (foto: Reprodução/Instagram)
(foto: Reprodução/Instagram)

Há três meses Mirtes Renata sofre pela perda do filho Miguel, morto após cair do nono andar de um condomínio de luxo, onde sua mãe trabalhava como empregada doméstica. Em plena pandemia, Mirtes não foi dispensada do serviço e teve que levar sua criança para lhe acompanhar em mais um dia trabalho. O menino, depois de ser deixado sozinho no elevador por Sarí Corte Real, patroa da sua mãe, perdeu-se pelo edifício e acabou sofrendo o acidente que lhe tirou a vida.

Essa história você já conhece, mas é preciso relembrá-la. Nesta quarta-feira (2), artistas, militantes, ativistas, advogados e familiares de Miguel se unem para realizar uma campanha e pedir justiça pela morte da criança de apenas cinco anos. Entre os nomes que literalmente vão vestir a camisa da causa, estampada com frases ditas por Mirtes após a morte do filho, estão as atrizes Cris Viana, Érika Januzza, Giovana Ewbank e Mariana Ximenes, além da apresentadora Angélica e da cirandeira Lia de Itamaracá, entre outras.

"A fala de Mirtes precisa ser ouvida. Ela quer Justiça por amor ao filho. Essa narrativa tem o poder de mover as estruturas", destaca a artista plástica Mana Bernardes. Ela é responsável pela concepção artística da camiseta usada pelas artistas.

"Muito grata a todos que estão participando da campanha, que vai fortalecer a nossa batalha e nossa busca de Justiça por Miguel", afirma Mirtes, que na semana passada sofreu ataques virtuais por conta de ação cível em que pede indenização da família Corte Real.

A campanha, que contará com o lançamento de um vídeo disponibilizado nas redes sociais, foi organizada conjuntamente pela Articulação Negra de Pernambuco, a artista Mana Bernardes e a família de Miguel, em parceria com o Gabinete Assessoria Jurídica Organizações Populares (Gajop), o Coletivo Negritude do Audiovisual em Pernambuco e outros movimentos sociais.

Nesta quarta, às 18h, o facebook da Anepe transmite uma live de lançamento da campanha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação