Covid-19

Anvisa amplia testes de vacinas contra coronavírus no Brasil

Os estudos dos imunizantes da Johnson & Johnson e da Coronavac já estavam autorizados no país e o número de estados e voluntários participantes foi ampliado

Maria Eduarda Cardim
postado em 23/09/2020 16:15
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Após a Johnson & Johnson anunciar nesta quarta-feira (23/9) que começará os testes de fase 3 da vacina produzida pela farmacêutica Janssen-Cilag, que pertence ao grupo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou a participação de mais quatro estados nos testes do imunizante. Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Santa Catarina farão parte do estudo da vacina.

Os testes já estavam autorizados para ocorrer em sete estados brasileiros (SP, RJ, RS, PR, MG, BA, RN). No total, 7 mil voluntários serão testados. O estudo da vacina da Johnson & Johnson foi autorizado em 18 de agosto. Apenas uma dose da vacina é necessária. Voluntários entre 18 e 55 anos participam dos testes.

Nesta quarta, a agência também autorizou o aumento do número de voluntários nos estudos da vacina Coronavac, produzida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Mais 4.060 voluntários foram incluídos no estudo, que agora passa a contar com 13.060 brasileiros.

Além disso, o estudo da vacina chinesa será feito também em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

Segundo o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o estudo de fase 3 da Coronavac apontou segurança e eficácia para prosseguir com o desenvolvimento. O primeiro lote da vacina chinesa contra covid-19 chegará ao Brasil no próximo mês e a expectativa é de que a imunização em moradores de São Paulo comece ainda este ano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação