VÍTIMA DA COVID-19

Ministra e cantores evangélicos fazem homenagem após morte de Arolde de Oliveira

Senador fundou a MK Músic, uma das maiores gravadoras de música do segmento gospel. O político também era militar, engenheiro e economista

Philipe Santos
postado em 22/10/2020 10:06
 (crédito: Reprodução/Instagram)
(crédito: Reprodução/Instagram)

Os cantores gospel lamentaram e homenagearam o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que morreu vítima da covid-19, nessa quarta-feira (21/10). Evangélico, ele fundou a MK Músic, uma das maiores gravadoras de música do segmento. O político também era militar, engenheiro e economista.

O parlamentar estava internado por causa do vírus no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro, desde 11 de setembro. De acordo com a assessoria, a morte ocorreu em decorrência da falência múltipla dos órgãos, após sofrer complicações pelo novo coronavírus.

Também evangélica, a ministra da Mulher, da Família e dos Direito Humanos, Damares Alves, disse que Arolde era um pai. "Em lágrimas, envolvida em muita tristeza pelo falecimento do meu querido amigo, Senador Arolde de Oliveira. Tive a honra de conhecer e testemunhar suas virtudes em prol do nosso povo. Era um parlamentar sério, um cristão respeitável e um cidadão honesto! Arolde, foi bem mais que um chefe ou um amigo, Arolde de Oliveira foi um pai", postou nas redes sociais.

"Foi num dos momentos mais vulneráveis da minha vida, que eu e minha filha fomos amparadas com tanto amor. O Brasil perde um defensor da vida, da família e da fé, e eu, perco um pai. Hoje, meu coração é apenas saudades e lágrimas", prosseguiu.

A cantora Bruna Karla disse que ficou sem palavras com a notícia. “Agradeço a Deus por ter crescido perto desse grande homem, 20 anos me tratando com o mesmo carinho e amor… Ele sempre teve um coração generoso, amoroso… Sempre com sábios conselhos, sempre com um abraço verdadeiro… Meu Deus, console essa família que amamos tanto. Console os nossos corações”, escreveu, em uma rede social.

Paola Carla contou que que Arolde a chamava de neta. “Vou sentir muita saudade de entrar na MK e receber um sorrisão do Sr. Arolde, meu avô do coração! Na eternidade, nos veremos!”, afirmou. Midiam Lima destacou o sorriso “acolhedor” do senador. “Um grande homem de fé! Caráter ilibado, que deixa um legado! Sempre tinha um bom conselho para nos dar! O ceu venceu! Nos veremos na glória! Meus sentimentos a toda família”, postou em uma rede social.

“O Céu hoje recebeu um guerreiro tão elevado em humildade e gentileza. Sempre tão calmo e sorridente ! Senador Arolde Oliveira. Salmos 116:15. Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos. Orando por toda família”, afirmou a cantora Sarah Farias.

Quem era Arolde de Oliveira

Casado com Yvelise de Oliveira e pai de dois filhos, Arolde estava em seu primeiro mandato como senador, para o qual foi eleito em 2018, com 2,3 milhões de votos no Rio de Janeiro. Natural de São Luiz Gonzaga (RS), foi para o Rio de Janeiro na década de 1960, quando ingressou no Instituto Militar de Engenharia (IME), para estudar o Curso de Engenharia Eletrônica.

Na década de 1970, começou a trabalhar na recém-criada Embratel, onde acabou se especializando em sistemas de telecomunicações. Chegou a secretário de telecomunicações do Ministério das Comunicações.
Após assumir interinamente o cargo de deputado federal em 1983, Arolde foi eleito para nove mandatos como parlamentar. Além de ser constituinte e um dos defensores da privatização das telecomunicações, foi secretário municipal de Transportes do Rio de Janeiro e secretário estadual de Trabalho.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 

Em lágrimas, envolvida em muita tristeza pelo falecimento do meu querido amigo, Senador Arolde de Oliveira. Tive a honra de conhecer e testemunhar suas virtudes em prol do nosso povo. Era um parlamentar sério, um cristão respeitável e um cidadão honesto! Arolde, foi bem mais que um chefe ou um amigo, Arolde de Oliveira foi um pai. Foi num dos momentos mais vulneráveis da minha vida, que eu e minha filha fomos amparadas com tanto amor. O Brasil perde um defensor da vida, da família e da fé, e eu, perco um pai. Hoje, meu coração é apenas saudades e lágrimas. Fique com nosso amado Deus querido Senador. Espero vê-lo naquele glorioso dia! Damares Alves, sua eterna assessora, e Lulu, sua neta indiazinha.????? @aroldeoliveira

Uma publicação compartilhada por Damares Alves (@damaresalvesoficial1) em

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação