Balanço

Brasil tem maior número de mortes por covid em um dia desde setembro: 1.194

Foram registrados mais 1.194 óbitos em decorrência do coronavírus no balanço desta quarta-feira (30). Com isso, o país soma 193.875 perdas desde o início da pandemia

Bruna Lima
postado em 30/12/2020 21:55 / atualizado em 30/12/2020 22:00
 (crédito: Nelson Almeida/AFP - 20/5/20)
(crédito: Nelson Almeida/AFP - 20/5/20)

Enquanto os brasileiros planejam as festividades para a virada do ano, o país contabiliza o maior número de mortos em um único dia desde o início de setembro. Foram acrescentados 1.194 óbitos no balanço do Ministério da Saúde desta quarta-feira (30/12). A última vez em que o país atingiu uma marca tão elevada foi em 1º de setembro, quando foram somadas mais 1.215 fatalidades. Com isso, o Brasil chega a 193.875 perdas desde o início da pandemia.

De acordo com o Portal Covid-19 Brasil, iniciativa formada por pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade de São Paulo (USP), o Brasil deve atingir 200 mil mortos no início de janeiro. No país, 717.544 pessoas que contraíram a doença continuam sendo acompanhadas, o que equivale a 9,4% dos infectados. Ainda de acordo com a pasta, 88% dos infectados se recuperaram da doença.

O número de casos também tem crescido nas últimas semanas. Novos 55.649 positivos para a doença foram registrados nas últimas 24 horas, fazendo o país chegar a 7.619.200 confirmações. Com exceção da semana epidemiológica 52, que fechou com queda no número de infecções e mortes, desde novembro o Brasil observa uma nova tendência de alta nos números.

Média móvel volta a subir

Com os novos acréscimos, a média móvel de casos e mortes, que teve uma queda na última semana, voltou a subir. De acordo com análise do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), o Brasil confirma, em média, 36.240 infecções e 665 mortes por dia. Com as aglomerações de fim de ano, a previsão de especialistas é que o número volte a crescer ainda mais.

Dentro do Brasil, apenas três estados não ultrapassaram a barreira das mil mortes pela covid-19. Amapá, Acre e Roraima já confirmaram, respectivamente, 919, 793 e 773 óbitos. Enquanto isso, do outro lado da tabela, com mais de 10 mil óbitos, estão os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com 46.477, 25.303 e 11.784 mortes, respectivamente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE