Pandemia

Gusttavo Lima freta boeing para enviar oxigênio a Manaus: "Certeza que vai salvar muitas vidas"

A região vive uma crise sanitária ainda pior do que a que foi registrada no auge da pandemia da covid-19 em 2020.

Correio Braziliense
postado em 16/01/2021 10:22 / atualizado em 16/01/2021 11:08
 (crédito: Divulgação/Instagram)
(crédito: Divulgação/Instagram)


Já estão a caminho de Manaus os cilindros providenciados pelo cantor sertanejo Gusttavo Lima. O músico compartilhou nas redes sociais que fretou um boeing que está saindo de Goiânia com destino a capital do Amazonas. A região vive uma crise sanitária ainda pior do que a que foi registrada no auge da pandemia da covid-19 em 2020.

Segundo o cantor, foram colocados no avião todos os cilindros que cabiam e a carga deve chegar em Manaus por volta da hora do almoço deste sábado (16/1).

O sertanejo explicou ainda que ao chegar na cidade, uma equipe vai ficar responsável por fazer a distribuição dos equipamentos aos hospitais e postos de saúde que mais necessitarem. "Tenho certeza que esses cilindros vão salvar muitas vidas", comemorou.

Outros famosos também enviaram oxigênio para a cidade, com ajuda da Força Aéra Brasileira. Cerca de 50 cilindros foram doados por Bruno Gagliasso, Otaviano Costa, Thelma Assis, Fabiula Nascimento, Felipe Neto e Maria Gadu. 

Gusttavo Lima envia oxigênios para Manaus
Gusttavo Lima envia oxigênios para Manaus (foto: Divulgação)

Famosos unidos para ajudar Manaus


A situação calamitosa de Manaus, sem oxigênio para pacientes de covid-19 e sem outros equipamentos médicos de combate à pandemia de covid-19, mobilizou alguns artistas. Por meio da rede social, nomes como Whinderson Nunes, Marcelo Adnet, Marília Mendonça e Gusttavo Lima entraram na campanha e doaram cilindros ou pediram ação de autoridades.

Pelo twitter, o humorista Whindersson Nunes organizou uma campanha de arrecadação de dinheiro. Na noite de quinta-feira (15/1), ele disse ter reunido o valor de 150 cilindros de 50l que seriam doados a Manaus, cidade pela qual ele afirma ter "carinho especial porque foi uma das primeiras cidades a me dar moral como artista".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE