Covid-19

Oxigênio doado pela Venezuela deve chegar a Manaus nesta segunda-feira (18/1)

Cilindros de oxigênio cedidos pelo país vizinho ao Brasil atravessaram a fronteira no último domingo (17) e estão previstos para serem entregues nos hospitais da capital do Amazonas na noite desta segunda-feira

Fernanda Strickland*
Natália Bosco*
postado em 18/01/2021 15:07 / atualizado em 18/01/2021 15:08
 (crédito: Divulgação/Instagram)
(crédito: Divulgação/Instagram)

Nesta segunda-feira (18/1), chegam em Manaus os primeiros caminhões venezuelanos com doações de cilindros de oxigênio, que saíram da cidade de Puerto Odaz no fim de semana. A cidade é localizada a cerca de 1.500 quilômetros de Manaus, capital do Amazonas.

Os caminhões estão carregados com 130.000 m3 de oxigênio, que serão fundamentais para diminuir o colapso sanitário que o estado enfrenta, com mortes por falta de leitos das UTIs e escassez de itens essenciais para pacientes internados com covid-19. Atualmente, o consumo diário de oxigênio na capital do Amazonas é de 76 mil m³.

Pelo Twitter, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou que o carregamento de oxigênio deve chegar ao seu destino final em breve.

Em outra publicação na rede social, Maduro informou que seu país está “enviando apoio humanitário ao povo de Manaus".

Bolsonaro, que é crítico do país e de Maduro, afirmou que vai aceitar a ajuda, mas não sem antes alfinetar presidente venezuelano. “Agora, se fala que a Venezuela está fornecendo oxigênio para Manaus. É White Martins, é uma empresa multinacional que está lá também. Agora, se o Maduro quiser fornecer oxigênio para nós, vamos receber, sem problema nenhum. Agora, ele poderia dar auxílio emergencial para o seu povo também. O salário mínimo lá não compra meio quilo de arroz. Não tem mais cachorro por lá, por que será? Alguma peste? Comeram os cachorros todos. Comeram os gatos todos", provocou.

Agradecimento

Diferentemente de Boslonaro, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), afirmou que a chegada do insumo irá ajudar a estabilizar a situação vivida no estado. "Esta é uma das cargas significativas de oxigênio chegando aqui no estado do Amazonas. Deve chegar até terça-feira vinda do Distrito de Bolívar, na Venezuela, e é uma doação que está sendo feita pelo governador daquele estado, que também está vindo ao Amazonas para fazer essa entrega aqui. Isso vai contribuir significativamente para que haja uma estabilidade na nossa rede hospitalar, tanto na capital quanto no interior", pontuou.

Wilson Lima também disse que entrou em contato com o governador de Roraima, Antonio Denarium, para dar o apoio necessário na passagem do carregamento pelo estado vizinho.

*Estagiárias sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE