COVID-19

Senador apela a embaixador da China por fornecimento de insumosl para vacina

Presidente do Grupo Parlamentar Brasil-China, senador Roberto Rocha, pede que impasses diplomáticos recentes sejam desconsiderados diante do passado de cooperação entre os dois países

Jailson R. Sena*
postado em 19/01/2021 22:47
 (crédito: Nelson Almeida/AFP)
(crédito: Nelson Almeida/AFP)

O presidente do Grupo Parlamentar Brasil-China, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), solicitou ao Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da China, Yang Wanming, informações sobre o fluxo dos insumos para a produção da vacina Coronavac contra a covid-19.

"Dirijo-me a Vossa Excelência no sentido de buscar um entendimento quanto ao fluxo dos insumos destinados pelo seu país para a produção da vacina contra a Covid-19", diz ofício encaminhado pelo parlamentar ao embaixador.

O senador argumentou que o paíss dispõe de logística para vacinar a população o mais breve possível, mas observou que, para isso, é necessário dispor do material para para que a Coronavac seja produzida e chegue aos brasileiros no prazo mais breve possível.

"Para tanto não poderão faltar os insumos chineses necessários ao volume de doses requeridos por nossa população", complementa. Por fim, o senador ressalta que os incidentes diplomáticos entre o Brasil e a China devem ser desconsiderados para que prevaleça a cooperação de longa data entre os dois países.

"Também não desconheço que houve impasses diplomáticos que afetaram o relacionamento entre o Brasil e a China, recentemente, mas que nada representam diante da fecunda cooperação realizada em diversas áreas, desde o restabelecimento das relações diplomáticas entre nossas nações, em 1974", finalizou.

*Estagiário sob a supervisão de Odail Figueiredo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE