RIo de Janeiro

Morre o policial atingido na cabeça durante tiroteio em operação no Rio de Janeiro

O policial civil André Frias, de 45 anos, foi baleado na cabeça durante operação policial na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro

Correio Braziliense
postado em 06/05/2021 10:30 / atualizado em 06/05/2021 10:30
 (crédito: Metrô Rio/Divulgação)
(crédito: Metrô Rio/Divulgação)

Morreu o policial civil atingido na cabeça durante o tiroteio na favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, nesta quinta-feira (6/5). André Frias, de 45 anos, trabalhava na Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) e chegou a ser levado para o Hospital municipal Salgado Filho, também na Zona Norte. Outros dois agentes foram atingidos durante o confronto. Dois suspeitos morreram. Uma pessoa baleada no pé, quando estava dentro de casa, também procurou socorro no Salgado Filho. Dois passageiros ficaram feridos na estação de Triagem do Metrô.

Os passageiros feridos no trem foram identificados como Rafael M. Silva, de 33 anos e Humberto Gomes V. Duarte, de 20. Rafael foi levado para o Salgado Filho e deixou a unidade à revelia, segundo a Secretaria municipal de Saúde. Ele seguiu para o Hospital da Marinha, Já Humberto foi levado para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. Seu estado de saúde é estável.

Os passageiros ficaram no meio do fogo cruzado durante uma operação policial que aconteceu nas primeiras horas da manhã.

As investigações identificaram 21 suspeitos que fazem parte do tráfico de drogas no Jacarezinho, que estariam aliciando menores de idade a cometer crimes como sequestro de trens e metrôs, além da participação na venda de drogas.

Durante a operação no Jacarezinho, comunidade na Zona Norte do Rio, traficantes foram flagrados pulando lajes de algumas casas da comunidade. Os bandidos estavam armados com fuzis e pistolas.

Em nota, a assessoria do MetrôRio confirmou que dois passageiros ficaram feridos, na altura da estação de Triagem, após o vidro de uma das composições aparentemente ser atingido por projétil vindo da área externa. "Elas foram imediatamente atendidas pelas equipes da estação. O Samu foi acionado. A Linha 2, que chegou a ter a operação interrompida, devido a um intenso tiroteio na região, voltou a funcionar", diz a nota.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE