Desrespeito

Homem é flagrado pisando em cruzes de vítimas da covid-19 no Sul de Minas

Caso aconteceu após uma manifestação silenciosa contra Bolsonaro e cobrando mais vacinas; homem também arrancou faixa representando as vítimas

Camilla Dourado - Especial para o Estado de Minas
postado em 21/06/2021 16:43
 (crédito: Redes Sociais/Reprodução)
(crédito: Redes Sociais/Reprodução)

Vídeos e fotos de um homem rasgando faixa e pisando em cruzes que homenageavam as vítimas da covid-19, em Machado, no Sul de Minas, repercutiram na região. O caso aconteceu no último sábado (19/6), depois de uma manifestação silenciosa contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e cobrando mais vacinas.

Uma faixa foi colocada na Praça Antônio Carlos, no Centro da cidade, para lembrar as 500 mil pessoas mortas pelo novo coronavírus no país e desse total, 71 foram registradas em Machado. A ação aconteceu durante uma manifestação silenciosa de pessoas do município contra o presidente Jair Bolsonaro e para cobrar mais vacinas, além de alertar a população sobre o número de óbitos no país.

O bolsonarista Luiz Flávio Ramos, conhecido na cidade como Palitó, foi flagrado rasgando a faixa e pisando nas cruzes que faziam uma homenagem às vítimas da covid no Brasil. As imagens repercutiram na região. Um boletim de ocorrência foi registrado pela vice-presidente do Partido dos Trabalhadores da cidade (PT), Larisse Silva de Souza.

“Foram poucas pessoas, tudo pensado para não gerar danos e não causar aglomerações. Um grupo da cidade, que organizou tudo”, explica Larisse.

O homem ainda teria feito ameaças contra um vereador da cidade. “Declarou também, que recebeu um segundo vídeo onde o autor, de posse da faixa e das 71 cruzes, critica e faz ameaças generalizadas às pessoas do partido”, disse Larisse à polícia.

O caso é investigado pela Polícia Civil. “Foi uma covardia. Ele poderia ter se manifestado, mas de maneira respeitosa. Foi um ato contra a democracia. Nós vamos recolher as provas e levar o caso adiante”, ressalta.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE