PANDEMIA

Covid-19 mata mais de mil brasileiros por dia; total chega a 526.892

Número de mortes segue alto mesmo com a tendência de queda no número de contaminados e de mortos por semana epidemiológica

Luiz Calcagno
postado em 06/07/2021 20:43
 (crédito: Minervino Junior/ Divulgação)
(crédito: Minervino Junior/ Divulgação)

O coronavírus segue matando média de mais de mil brasileiros por dia, embora o número de casos por semana epidemiológica tenha apresentado redução no registro. Dados do Ministério da Saúde mostram que, nesta terça (6/7), 1.780 pessoas perderam a luta contra a doença. O acumulado é de 526.892 mortos. O número de contaminados pelo vírus nas últimas 24 horas foi de 62.504 e, até agora, mais de 18,8 milhões de brasileiros contraíram covid.

A letalidade do vírus está em 2,8% e a mortalidade, em 250,7 a cada 100 mil habitantes. A taxa de incidência da doença é de 8.972,3 pessoas a cada 100 mil habitantes. O número de casos registrados por semana epidemiológica apresentou queda nos últimos três períodos fechados, embora os números sejam altos para sete dias. A 24ª semana teve um acumulado de 508.932. Na 25ª, foram 503.144, e na 26ª, anterior ao período atual, que teve início no domingo (4), o número de registros foi de 355.131.

O número de mortos por semana epidemiológica também apresentou redução, embora essa queda esteja diminuindo. A 24ª semana epidemiológica acumulou 14.528 mortes de brasileiros pelo coronavírus. O período seguinte (a 25ª semana) registrou 11.935, e a 26ª, 10.852, uma média de pouco mais de 1.550,2 óbitos diários.

Audiência pública

O Ministério da Saúde marcou uma audiência pública para a próxima quinta-feira (8/7) para debater as diretrizes para tratamento hospitalar de casos de covid-19 sem o uso da cloroquina, medicamento que não tem eficácia comprovada contra a doença. A data foi marcada quase um mês após a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) avaliar e aprovar as Diretrizes Brasileiras para Tratamento Hospitalar do Paciente com Covid-19 sem o medicamento, anteriormente defendido pelo presidente da República. Também ficaram de fora drogas como ivermectina e azitromicina.

As pessoas interessadas em ter espaço de fala na discussão podem se inscrever na chamada pública aberta no site da Conitec. As inscrições acabam às 23h59 desta terça (6/7). Não é necessário se inscrever para assistir à audiência, que será on-line e transmitida ao vivo a partir das 14h.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE