Intolerância

Morre mulher trans que teve 40% do corpo queimado no Recife

Roberta da Silva teve o corpo queimado por um adolescente enquanto dormia. Ela estava intubada na UTI e já havia passado por duas amputações

Thays Martins
postado em 09/07/2021 11:06
 (crédito: Arquivo/ DP)
(crédito: Arquivo/ DP)

Morreu, nesta sexta-feira (9/7), Roberta da Silva, de 32 anos, a mulher trans que teve 40% do corpo queimado por um adolescente no Recife, em 24 de junho. A mulher estava internada no Hospital da Restauração no centro da cidade.

De acordo com o hospital, a morte de Roberta foi confirmada às 9h, por falência respiratória e renal. Mesmo com hemodiálise, ela não reagiu.

Após ter 40% do corpo queimado, Roberta passou por duas amputações. O braço esquerdo teve que ser completamente amputado e depois o direito foi parcialmente amputado. Em 5 de julho, ela foi intubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o caso era considerado grave. 

O adolescente ateou fogo em Roberta enquanto ela dormia perto de um terminal de ônibus. Ele foi apreendido em flagrante e está em uma instituição para infratores. A Polícia Civil investiga o caso. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE