Abuso sexual

Polícia prende homem suspeito de estuprar mulher duas vezes

Crime aconteceu em Nova Serrana, onde a vítima, uma mulher de 47 anos, foi estuprada duas vezes pelo mesmo agressor

Luiz Henrique Campos/ Estado de Minas*
postado em 14/09/2021 15:20
 (crédito: Imagem da cidade de Nova Serrana, onde o crime ocorreu (foto: Prefeitura de Nova Serrana/Divulgação))
(crédito: Imagem da cidade de Nova Serrana, onde o crime ocorreu (foto: Prefeitura de Nova Serrana/Divulgação))

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu um homem de 34 anos suspeito de estuprar duas vezes uma mulher, de 47, em Nova Serrana, na Região Centro-Oeste do estado. O agressor foi detido no último sábado (11/9), em casa, após o cumprimento de um mandado de prisão. A ação contou com o apoio da Guarda Municipal.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 9 de janeiro deste ano. Na ocasião, o suspeito invadiu uma barraca improvisada com tábuas e lona, onde estava um casal, e expulsou o companheiro da mulher mediante ameaças. Logo depois, cometeu o estupro.

Após o primeiro abuso, a vítima teria sido ameaçada e levada para outro bairro, onde foi novamente violentada. Somente por um descuido do agressor, ela conseguiu fugir e pedir socorro. Horas depois, a mulher foi encaminhada para atendimento médico e os exames confirmaram o crime de abuso sexual.


Investigação


A Polícia Civil deu início à investigação para identificar e qualificar o suspeito. Durante os trabalhos, os investigadores descobriram que o homem já tinha passagens por roubo, furto, invasão de domicílio, ameaça e lesão corporal.

A delegada responsável pelo caso, Thaís Santos Duarte, classificou o homem como “um indivíduo de extrema periculosidade, frio e violento”. Ainda segundo ela, a polícia acredita que outras vítimas possam surgir após a prisão do agressor.

O suspeito foi conduzido até a delegacia regional de Nova Serrana, e depois encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE