Violência

Dois indígenas isolados são mortos a tiros por garimpeiros em Terra Yanomami

Mortes teriam ocorrido depois que os indígenas tentaram expulsar os garimpeiros da região

Thays Martins
postado em 03/11/2021 10:56
 (crédito:  Bruna Lima/CB)
(crédito: Bruna Lima/CB)

Dois indígenas da comunidade isolada Moxihatëtëma, na Terra Yanomami em Mucajaí, região Sul de Roraima, foram mortos a tiros por garimpeiros durante um conflito. A informação foi divulgada pela Hutukara Associação Yanomami (HAY) nesta terça-feira (2/11), mas o conflito teria ocorrido há cerca de dois meses. 

De acordo com a associação, os indígenas foram mortos ao tentar expulsar os invasores de um garimpo chamado "Faixa Preta". No conflito, os indígenas chegaram a acertar três garimpeiros com flechas. Dois indígenas acabaram mortos por armas de fogo.

A associação encaminhou um documento com o relato para a Frente de Proteção Etnoambiental Yanomami da Fundação Nacional do Índio (Funai), para a Superintendência da Polícia Federal em Roraima (PF-RR), para a 1ª Brigada de Infantaria da Selva do Exército (1ª Bis) e para o Ministério Público Federal em Roraima (MPF-RR).

De acordo com o ofício, o garimpo “Faixa Preta” está localizado no rio Apíau, a cerca de quatro dias de barco, desde o posto de saúde Rio Apíau e já destruiu uma área de mais de 100 hectares de floresta. 

Ainda segundo a associação, o povo isolado Moxihatëtëma conta com cerca de 17 famílias, em torno de 80 pessoas. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE