Vacinação contra covid-19

Anvisa altera bula da vacina da Pfizer e inclui dose de reforço para adultos

Segundo nova orientação do órgão regulador, dose adicional deve ser aplicada pelo menos seis meses após a segunda dose do mesmo imunizante

Maria Eduarda Cardim
postado em 24/11/2021 16:01 / atualizado em 24/11/2021 18:54
 (crédito: Martin Bureau/AFP)
(crédito: Martin Bureau/AFP)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta quarta-feira (24/11), uma alteração na bula da vacina contra a covid-19 da Pfizer, Comirnaty. Agora, a bula do imunizante indica também uma dose de reforço para pessoas com 18 anos ou mais que tenham tomado a segunda dose da vacina há, pelo menos, seis meses.

O pedido de alteração da bula da vacina foi feito em 28 de setembro pela Pfizer. Entre as justificativas apresentadas pela farmacêutica estavam a diminuição dos anticorpos neutralizantes contra a covid-19 e também o surgimento de novas variantes do vírus SARS-CoV-2, que podem potencialmente diminuir a proteção da vacina.

O imunizante da Pfizer foi o primeiro a conseguir ser registrado no Brasil, em fevereiro de 2021. A mudança na bula, que inclui a aplicação de uma dose de reforço da vacina, foi aprovada pela Gerência-Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos e publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU).

Outras análises

A Gerência-Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa também avalia outros pedidos para mudança na bula de vacinas, como a da AstraZeneca e da Janssen. Segundo o gerente-geral da área, Gustavo Mendes, ambos os pedidos estão em análise no momento. 

“Nós já sabemos que as outras vacinas também estão relacionadas à perda de eficácia e é, por isso, que temos acompanhado muito de perto essas vacinas. A gente tem promovido reuniões constantes com os desenvolvedores para que eles apresentem dados e discutam conosco para que a gente possa tomar a melhor decisão“, pontuou o gerente durante a 18ª Reunião Extraordinária da Diretoria Colegiada da Anvisa. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE