Pandemia

Covid-19: Média móvel de mortes chega a 763, maior número desde agosto de 2021

Foram registrados 391 novos óbitos em 24 horas, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass)

Correio Braziliense
postado em 06/02/2022 20:22 / atualizado em 06/02/2022 20:28
 (crédito: ED ALVES/CB/D.A.Press)
(crédito: ED ALVES/CB/D.A.Press)

A média móvel de mortes por covid-19 segue em crescimento no Brasil. Neste domingo (6/2), o índice, que é o mais confiável para identificar se os casos estão aumentando, diminuindo ou em estabilidade, chegou a 763 óbitos. É o maior número desde agosto de 2021.


Para se chegar à média móvel são somados os números de casos (ou mortes) em cada um dos últimos sete dias anteriores. O resultado é dividido por sete, e chega a um número médio de registros na última semana.


A média móvel de casos chegou a 169.173, apresentando uma pequena queda em relação à última semana, onde chegou ao pico de 186 mil. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que reúne os boletins das Secretarias Estaduais de Saúde.


Neste domingo foram registrados 391 novos óbitos e 59.737 casos. Nos domingo os números costumam ser menores, devido a um menor número de funcionários trabalhando nas Secretarias de Saúde.
Com os novos registros, o Brasil chegou a marca de 26.533.010 casos de covid-19 desde o começo da pandemia. No mesmo período, 632.193 pessoas perderam a vida para o vírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE