ITARARÉ (SP)

Sem coveiros, irmãos abrem sepultura para enterrar pai em SP

O episódio ocorreu no interior de São Paulo. Um dos irmãos compartilhou, abatido, a situação nas redes sociais. "Mistura de tristeza, luto e raiva", disse.

Correio Braziliense
postado em 06/04/2022 14:11 / atualizado em 06/04/2022 14:12
 (crédito: Facebook/Reprodução)
(crédito: Facebook/Reprodução)

Três irmãos que perderam o pai na última semana, em São Paulo, passaram por uma situação inusitada quando procuraram o cemitério de Itararé (SP) para o sepultamento do ente querido, na última quarta-feira (30/3). Sem nenhum funcionário disponível no local, os homens tiveram que abrir a cova do próprio pai para enterrá-lo.

O episódio foi compartilhado por um deles em uma rede social. Eliseu Garcia gravou o momento em que ele e os irmãos estavam no cemitério e tentavam abrir a cova. “Pessoal, olha o que tem que fazer aqui. Nós temos que cavar a própria sepultura do nosso pai, por que o prefeito… cadê? O prefeito de Itararé, em São Paulo?”, começa em tom abatido.

Em seguida, ele aponta a câmera para outras partes do cemitério, que está tomada por um matagal alto que chega a cobrir alguns túmulos. “Olha a situação do cemitério. Você vem pra enterrar seu pai, nesse momento difícil, pensa que vai ter alguma coisa, e olha o que tem que fazer”, lamenta.

Na legenda da publicação, Eliseu cobrou o gestor municipal sobre a qualidade do local e disse que não deseja que ninguém passe pela mesma situação. “Fica aqui minha indignação com o prefeito da cidade de Itararé. Tivemos que cavar a própria cova para sepultar meu pai, além do cemitério abandonado. Foi uma mistura de tristeza, luto, raiva, não sei ao certo, mas não desejo que ninguém passe por isso”, declarou.

A publicação viralizou entre os moradores da cidade, que lamentaram a situação e também cobraram uma atitude da prefeitura. “Misericórdia. O prefeito tem que tomar providências sobre isso. Que absurdo! Fora a pessoa perder a pessoa querida e estar sofrendo com dor na alma, e tem que fazer isso aí?”, escreveu uma moradora nos comentários da publicação.

Caso compartilhado nas redes sociais causou grande revolta nos moradores da cidade, Itararé (SP)
Caso compartilhado nas redes sociais causou grande revolta nos moradores da cidade, Itararé (SP) (foto: Facebook/Reprodução)

“Que abandono é esse!? Na hora de pedir votos vai até o fim do mundo e na hora de cuidar de quem precisa não tá nem aí”, acrescentou outra. “Isso é muito sério! Abandonar assim o lugar onde vamos descansar para a eternidade. Esse prefeito deveria ter vergonha na cara. Não tem coveiro, então vai ajudar a abrir cova. Seu pagamento está caindo todo mês. A população deveria tirar esse sem noção de governar uma cidade”, escreveu.

A Secretaria de Serviços de Itararé alegou que, no dia do sepultamento do pai de Eliseu, um jovem de 20 anos morreu em um acidente e o coveiro do cemitério fazia o enterro dele. O governo local também informou que o local passou por uma limpeza há 15 dias e que, nesta semana, seria realizada uma manutenção.

No entanto, ao G1, Eliseu encaminhou fotos de como estava o local na manhã de segunda-feira (4/4) que mostra a realidade do local, com um matagal que não pode ter crescido em apenas 15 dias.

A prefeitura de Itararé argumentou que o cemitério passou por uma limpeza há 15 dias, no entanto, fotos feitas por Eliseu mostra um descaso criado ao longo do tempo
A prefeitura de Itararé argumentou que o cemitério passou por uma limpeza há 15 dias, no entanto, fotos feitas por Eliseu mostra um descaso criado ao longo do tempo (foto: Eliseu Garcia/Arquivo pessoal)

  • Caso compartilhado nas redes sociais causou grande revolta nos moradores da cidade, Itararé (SP)
    Caso compartilhado nas redes sociais causou grande revolta nos moradores da cidade, Itararé (SP) Foto: Facebook/Reprodução
  • A prefeitura de Itararé argumentou que o cemitério passou por uma limpeza há 15 dias, no entanto, fotos feitas por Eliseu mostra um descaso criado ao longo do tempo
    A prefeitura de Itararé argumentou que o cemitério passou por uma limpeza há 15 dias, no entanto, fotos feitas por Eliseu mostra um descaso criado ao longo do tempo Foto: Eliseu Garcia/Arquivo pessoal
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE