Saúde

Evento sobre câncer vai oferecer atendimento gratuito a servidores do Congresso

A Semana da Oncologia ocorre entre os dias 23 e 26 de maio, no gramado em frente ao Congresso Nacional. Na programação, palestras e mesas redondas abertas ao público

Raphael Pati*
postado em 20/05/2022 15:47
 (crédito: Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica)
(crédito: Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica)

De acordo com a Fundação do Câncer e o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença tira a vida de 280 mil brasileiros, todos os anos. Mesmo diante de números que assustam, a doença pode ser bem tratada, ainda mais se for detectada em sua fase inicial. Para ajudar na conscientização do câncer e do tratamento oncológico, a Siemens Healthineers e a Varian Medical Systems promovem a Semana da Oncologia, entre os dias 23 e 26 de maio, no gramado em frente ao Congresso Nacional.

Três carretas móveis do Hospital de Amor, antigo Hospital do Câncer de Barretos, ficarão estacionadas no local onde médicos atenderão, gratuitamente, servidores que atuam na Casa legislativa. Os profissionais realizarão exames como mamografia, para mulheres entre 35 a 69 anos, ultrassom e teste de covid-19. A expectativa é atender 200 pessoas e realizar cerca de 400 exames e 920 testes de covid-19 durante os quatro dias.

Os exames no gramado serão realizados durante todos os dias do evento, das 8h às 18h. As palestras do dia 24 ocorrerão no Auditório Nereu Ramos e as do dia 25 e 26, no Anexo II do Plenário 7.

 

Uma série de palestras e mesas redondas abertas ao público também movimentarão a semana. Em pauta na programção, temas como câncer de colo uterino, tratamento oncológico e potencial das escolas na promoção da educação em saúde e câncer serão discutidos durante o evento.

“Pesquisa recente do Datafolha, feita a pedido do Instituto Oncoguia, mostra que para 63% dos brasileiros, o câncer deveria ser uma doença priorizada pelos governantes, por isso, a importância da Semana da Oncologia sendo realizada no Congresso Nacional. A sociedade espera que as autoridades se empenhem e dediquem-se a temas importantes como é o caso da oncologia”, afirmou Tiago Farina, consultor em advocacy na área da saúde.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE