Estelionato

Polícia prende acusado de aplicar golpe da falsa adoção de bebês ucranianos

O suspeito teria enganado a vítima dizendo que facilitaria os trâmites da adoção. Ele teria recebido um total de dois mil euros.

Matheus Vaz*
postado em 23/06/2022 18:09
Segundo a polícia, a imagem do investigado foi veiculada em decorrência do interesse público, pois outras pessoas podem ter sido vítimas do suspeito -  (crédito: Reprodução/Polícia Civil do Goiás(23/06/2022))
Segundo a polícia, a imagem do investigado foi veiculada em decorrência do interesse público, pois outras pessoas podem ter sido vítimas do suspeito - (crédito: Reprodução/Polícia Civil do Goiás(23/06/2022))

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) prendeu Auly Rosa de Paula, acusado de aplicar um golpe que consistia em facilitar um suposto processo de adoção de crianças ucranianas órfãs devido à guerra da Ucrânia. O homem recebeu 2 mil euros por conta dos golpes.

O esquema se baseava em Auly integrar uma equipe da Rede Globo que cobriria a guerra entre Rússia e Ucrânia, chegando a citar nomes dos integrantes do grupo. Disse que se hospedava em cidade polonesa e que repórteres estariam adotando crianças órfãs devido ao conflito, o suspeito ainda encaminhava fotos de bebês com características europeias.

Em seguida, auxiliaria a vítima nos trâmites burocráticos da adoção intermediando com um advogado, assim, pediu a transferência do dinheiro para pagar os honorários advocatícios.

Após investigação do caso, o suspeito, que era foragido da Justiça Federal, foi preso e será julgado pelo crime de estelionato “eletrônico”, cuja pena pode chegar até 8 anos de prisão.

O Correio tentou procurar Auly Rosa de Paula, mas não conseguiu encontrar nenhum contato possível. Em caso de futuras manifestações, o texto será atualizado.

*Estagiário sob supervisão de Ronayre Nunes

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE