CONTAGEM

Homem que perdeu a memória e estava vivendo em posto na BR é hospitalizado

Caso mobilizou as redes sociais por solução para a situação. Ele foi levado para uma unidade de saúde nesta segunda-feira (22/1)

Um homem que aparenta ter perdido a memória estava vivendo em um posto de gasolina em Contagem e desde a semana passada foi para às margens da BR-381 -  (crédito: Igor Araújo/Arquivo pessoal)
Um homem que aparenta ter perdido a memória estava vivendo em um posto de gasolina em Contagem e desde a semana passada foi para às margens da BR-381 - (crédito: Igor Araújo/Arquivo pessoal)
Mariana Costa - EM
postado em 23/01/2024 10:04 / atualizado em 23/01/2024 10:14

Um homem que aparenta ter perdido a memória foi levado, nesta segunda-feira (22/1), para a Upa JK, no Bairro Eldorado, em Contagem, na Grande BH. Ele estava vivendo em um posto de gasolina no município e desde a semana passada foi para as margens da BR-381, em frente a uma churrascaria no Bairro Novo Riacho.

A situação do homem, que se chama Evandro Gomes Ferreira, comoveu os funcionários do posto de combustíveis. Para tentar ajudar, uma das funcionárias procurou Igor Araújo, autônomo, conhecido na cidade por ter um projeto social que ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade. Araújo conta que foi até o local, levou roupas e comprou comida para o homem. “Ele não falava nada e parece ter algum problema psiquiátrico”, observou.

O autônomo afirma que acionou o poder público para que o homem fosse retirado do local e recebesse tratamento adequado. Sem sucesso, decidiu mobilizar as redes sociais. “Hoje, acho que se não fosse isso, ele estaria morto”, pontua.

Segundo ele, uma equipe do Samu, outra do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua e da Guarda Civil Municipal de Contagem estiveram no local nesta segunda-feira. Evandro recebeu um tranquilizante e foi levado para a unidade de saúde para ser avaliado.

A expectativa agora é que um laudo médico seja feito e o homem seja levado para uma casa de recuperação em Betim, na Grande BH. Além disso, Araújo espera conseguir uma documentação para o homem, que teria nascido em Teófilo Otoni, mas não tem parentes na cidade do Vale do Mucuri.

Tags

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->