Morador do Lago Sul é preso após empurrar e xingar delegado de "macaco"

O acusado atacou o delegado Ricardo Viana, em uma rede de fast food. Após receber ordem de prisão, o morador do Lago Sul fugiu do local, mas foi preso por uma equipe da Polícia Militar

Sarah Peres
postado em 08/08/2020 00:01 / atualizado em 08/08/2020 10:14
 (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Um morador do Lago Sul foi preso em flagrante após atacar e xingar o delegado Ricardo Viana, chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro). O caso ocorreu na noite desta sexta-feira (7/8), em um McDonald's, localizado na QI 23. O crime foi registrado na 1ª DP (Asa Sul).

O delegado foi à rede de fast food, acompanhado de uma filha, de 15 anos, quando o suspeito se aproximou. "Fui surpreendido por um indivíduo aparentemente fora de si, o qual, por motivos que até o momento desconheço, passou a me empurrar e ofender de 'macaco' e 'veado'", relata Ricardo Viana.

Em meio ao ataque, o morador do Lago Sul ameaçou o investigador. "Ele disse que iria me 'pegar' e, em seguida, arremessou um dos chinelos em minha direção. Populares que estavam na lanchonete tentaram conter a confusão, momento em que me identifiquei como policial. Ao dar ordem de prisão, o suspeito fugiu do local", explica.

O delegado Ricardo Viana acionou a Polícia Militar, que realizou a prisão em flagrante do acusado. Em abordagem, a equipe encontrou porções de maconha no veículo do morador do Lago Sul. O homem foi encaminhado para a 1ª DP.

Por fim, o investigador destaca que se posiciona "não como delegado, mas como negro, cidadão, pai de duas filhas, também negras. Até o momento não entendi porque tanto ódio em uma só pessoa. O pior é saber que ele tem histórico de violência e já praticou fatos semelhantes com outros negros."

Em nota oficial, o McDonald's frisou que "repudia toda e qualquer forma de discriminação e está à disposição das autoridades para colaborar nas investigações."

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação