Proteção

Curso para servidores vai ajudar no combate à violência contra a mulher

Servidores da segurança pública podem fazer o curso sobre o aplicativo Viva Flor, que visa gerar celeridade no atendimento à mulher vítima de violência doméstica e familiar

Correio Braziliense
postado em 14/08/2020 18:00 / atualizado em 14/08/2020 18:03
 (foto:  Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)

Gestores e profissionais da segurança pública poderão realizar o curso sobre o aplicativo Viva Flor, o Programa de Segurança Preventiva para Ofendidas em Medidas Protetivas de Urgência. O objetivo é capacitar os servidores para aprimorar e qualificar o atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar do Distrito Federal.

As aulas serão realizadas, pela primeira vez, em modalidade Estudo a Distância, e são ofertadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF). Profissionais da pasta poderão se inscrever no curso, que também é aberto para servidores dos demais órgãos que atuam no atendimento às vítimas de violência

A iniciativa foi realizada por meio da expansão do Programa aos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher e Tribunais do Júri e conta com apoio da Secretaria de Estado da Mulher. A capacitação será em dois módulos, com carga horária de 10 horas cada. Os materiais serão disponibilizados pela plataforma de aprendizado virtual da SSP. 

Viva Flor

O aplicativo Viva Flor foi lançado pelo Governo do Distrito Federal, em 2017, com objetivo de gerar celeridade ao atendimento e proteção de mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Por meio do aplicativo de celular, a vítima com medida protetiva de urgência que estiver ameaçada pelo agressor pode entrar em contato com as forças de segurança. Assim, uma equipe da Polícia Militar é deslocada para o local onde a mulher se encontra.

 

Curso do Aplicativo Viva Flor

Inscrições: 24/08 a 31/08

Ficha: http://moodlepd.ssp.df.gov.br

Telefone: (61) 3441-8785

E-mail: coed@ssp.df.gov.br

 

Busque ajuda

» Polícia Militar — 190
» Ministério dos Direitos Humanos — Disque 100
» Polícia Civil — 197 ou opção 3 ou 61 98626-1197 (WhatsApp)
» Delegacia Online — https://www.pcdf.df.gov.br/servicos/197/violencia-contra-mulher
» Delegacias regionais
Atendimento 24 horas por dia
» Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam I e II)
Asa Sul: Entrequadra 204/205 Sul
Telefone: 3207-6172
Ceilândia: Prédio da 15ª Delegacia de Polícia — QNM 2, Área Especial, Conjunto G/H - Centro
Atendimento ininterrupto
» Centro de Atendimento à Mulher (Ceam)
De segunda a sexta-feira, das 10h às 16h30
Asa Sul: Estação do Metrô 102 Sul
Telefone: 3323-7264
Ceilândia: QNM 2, Conjunto F, Lote 1/3 – Ceilândia Centro
Telefone: 3373-6668
Planaltina: Jardim Roriz, Área Especial, Entrequadras 1 e 2 – Centro
Telefone: 3389-8189 / 99202-6376
» Programa de Prevenção à Violência Doméstica (Provid) da Polícia Militar
Telefones: 3910-1349 / 3910-1350
» Núcleo de Assistência Jurídica de Defesa da Mulher (Nudem)
Telefone e WhatsApp: 99359-0032
E-mail: najmulher@defensoria.df.gov.br

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação