PANDEMIA

Covid-19: Secretaria de Saúde mudará forma de divulgar total de mortes

Para a pasta, a apresentação diária do total de óbitos acumulados em datas anteriores causa intranquilidade na população

Jéssica Eufrásio
postado em 19/08/2020 17:32 / atualizado em 19/08/2020 21:24
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

A Secretaria de Saúde anunciou, nesta quarta-feira (19/8), que mudará a forma de apresentar os dados de mortes por covid-19 no Distrito Federal. A alteração visa evitar a "intranquilidade" da população, segundo o secretário da pasta, Francisco Araújo.

Atualmente, os boletins diários apresentam o total de mortes confirmadas nas 24 horas anteriores. No entanto, os dados podem ser tanto da data de divulgação do boletim, como também de dias anteriores.

Segundo Francisco Araújo, a publicidade de dados com o acumulado em mais de um dia tem provocado alarde da população pelos recordes observados. Na segunda-feira, por exemplo, houve confirmação de 66 novos óbitos, que aconteceram entre junho e agosto. O total foi a maior quantidade registrada desde o início da pandemia, em março.

"Estamos fazendo uma mudança no boletim, para que sejam divulgados os óbitos das últimas 24 horas. O dado que precisa ser visto é o da letalidade (relação entre a quantidade de casos confirmados e de pessoas que morreram). A do DF é uma das menores do Brasil. Quando você divulga números concentrados lá para cima, você desassossega a população", justificou o secretário. As mortes de uma mesma data confirmadas posteriormente entrarão para o somatório total de óbitos, segundo o chefe da pasta.

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Eduardo Hage, explicou que as mudanças nos boletins e no painel de acompanhamento da Secretaria de Saúde visam dar mais "precisão e transparência" às informações. "No boletim, haverá um gráfico com números que permitirão a leitura dos dados consolidados (total de mortes) e da quantidade (de óbitos) de acordo com a data de ocorrência", explicou. 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação