Previsão do tempo

Termômetros devem chegar aos 33 ºC no DF, nesta quinta-feira (20/8)

Segundo Inmet, massa polar influenciará na queda das temperaturas a partir da tarde de sexta-feira. Impacto, no entanto, não será brusco

Mariana Machado
postado em 20/08/2020 08:09
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

A quinta-feira (20/8) promete calor para o brasiliense. De acordo com a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia, as temperaturas máximas podem chegar aos 33 ºC no Distrito Federal. Na área central, a previsão é de que fique em 31 ºC durante o período da tarde.

Ao longo do dia, a umidade varia entre 75% e 20% no meio da tarde. O meteorologista Heráclio Alves explica que as características são normais do período da seca. “O céu fica com poucas nuvens, e sem chuva.” Já a mínima, registrada no início da manhã, ficou em 15 ºC no Gama, e 16 ºC no Plano Piloto.

Enquanto o Brasil se prepara para a chegada da massa polar que se aproxima, Heráclio explica que, quando ela alcançar o DF, já não terá muita força. “A partir da tarde de sexta-feira (21/8), e no sábado, deve haver declínio na temperatura, e nebulosidade, mas a chance de chuva é muito pequena. A influência maior é em relação à temperatura, que terá uma queda, mas não muito brusca.”

De acordo com o especialista, o impacto maior será nos estados do sul e sudeste do país, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e sul de Goiás. “É muito comum essa massa de ar polar avançar e chegar ao país durante o inverno. Há uma frente fria que se formou sobre a Argentina e Paraguai, e avança pelo país. Depois da passagem, veio a massa polar, com ar frio e seco”, detalha.

Esta é a terceira massa polar que passa pelo Brasil apenas neste ano. “No sul do país será mais intensa. Lá, já houve declínio das temperaturas. Para a gente, aqui no DF, o impacto não será muito grande.”

Neve em Brasília

Parece improvável, mas já nevou em Brasília. Em 1778, na região de Planaltina, as temperaturas ficaram tão baixas que o cerrado se cobriu de branco. A história da neve no cerrado consta em um dos mais antigos relatos de viagem conhecido pelos pesquisadores. Intitulado Jornada que fez Luiz da Cunha Meneses da Cidade de Bahia... para Vila Boa Capital de Goyaz, é obra de Cunha de Menezes, quinto governador e capitão-general da Capitania de Goiás.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação