Reformas

Parque da Cidade começa a receber obras de revitalização

De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), o projeto prevê a construção de um campo de futebol society e uma pista de cooper

Correio Braziliense
postado em 26/08/2020 14:36 / atualizado em 26/08/2020 14:36
As calçadas estão sendo reformadas, assim como os vestiários do parque  -  (foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)
As calçadas estão sendo reformadas, assim como os vestiários do parque - (foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)

O Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek começou a receber reformas nos vestiários, banheiros, calçadas e no Parque Infantil Ana Lídia. O objetivo é melhorar as instalações de um dos maiores parques da América Latina, que tem 420 hectares de área.

A revitalização começou com a recuperação dos vestiários, que ganharam cerâmicas novas no piso, troca de azulejos danificados e de vidraças dos boxes dos chuveiros, além de armários dos vestiários e pintura das paredes. Também teve início a restauração nas calçadas dos estacionamentos 12 e 13, que vão ganhar acessibilidade.

Segundo a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), o projeto prevê ainda a construção de um campo de futebol society e uma pista de cooper, além de pintura das pontes sobre o lago. “É o começo da transformação que estamos preparando para o Parque da Cidade, que vai receber outras obras estruturantes”, diz a titular da pasta, Celina Leão.

“Precisamos, por exemplo, reformar a parte interna dos banheiros, com troca de pisos e de armários depredados, e levar acessibilidade para as calçadas”, pontua. No momento, passam por melhorias os vestiários masculino e feminino, com 22 chuveiros. Depois, as mudanças continuarão nos outros 16 banheiros.

O técnico em esporte de 54 anos e morador do Cruzeiro Carlos Aires participa de um grupo de corridas no Parque da Cidade e comenta: “essa reforma nos vestiários é necessária há mais de 15 anos”. “Sempre houve problemas com chuveiros e armários, devido ao vandalismo. Até que enfim viram a necessidade de melhoria porque é um espaço para uso de todos e o fluxo é grande. Por causa da situação, muitos se trocam dentro do carro”, opina.

As ações são executadas conforme demanda feita pela SEL, que tem contrato de manutenção dos equipamentos sob responsabilidade da pasta no valor de R$ 1,5 milhão, além de R$ 700 mil repassados pelo Ministério da Cidadania para a compra de equipamentos permanentes.

Parceira das ações, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) ainda investe R$ 160 mil no Ana Lídia, sendo R$ 8,5 mil na reforma de meios-fios e troca de 20 bancos, R$ 127 mil na substituição da areia e R$ 25 mil em novos brinquedos.

Com informações da Agência Brasília*

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação