Manifestação

Empresa repudia ato de vandalismo que deixou ônibus incendiado na Estrutural

O ato ocorreu poucas horas depois de uma operação de derrubada das habitações irregulares no Assentamento 26 de Setembro

Darcianne Diogo
postado em 26/08/2020 21:14 / atualizado em 26/08/2020 21:14
 (foto: Darcianne Diogo)
(foto: Darcianne Diogo)

A empresa São Francisco emitiu nota de repúdio contra os manifestantes que atearam fogo em um ônibus com 50 pessoas na Via Estrutural, na noite desta quarta-feira (26/8). O ato ocorreu poucas horas depois de uma operação de derrubada de habitações irregulares no Assentamento 26 de Setembro, próximo a Taguatinga. 

A empresa lamentou a situação. "Os ônibus são equipamentos públicos que precisam ser protegidos. O prejuízo maior é da comunidade, que necessita do transporte coletivo para se deslocar para o trabalho, hospital. A Expresso São José repudia esse tipo de atitude e espera que as autoridades competentes elucidem o caso e os responsáveis sejam punidos de acordo com a lei", afirmou, por meio de nota. 

O incêndio destruiu todo o coletivo, que fazia a rota Estrutural - Setor O. Para apagar o fogo, atuaram mais de 20 militares do Corpo de Bombeiros do DF. Ninguém ficou ferido.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação