Tempo

Previsão é de que umidade caia ainda mais neste domingo no DF, diz Inmet

Temperatura máxima pode chegar a 30ºC e a umidade relativa do ar varia entre 20% a 80%

Correio Braziliense
postado em 30/08/2020 10:15 / atualizado em 30/08/2020 10:15
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Clima quente e seco é a previsão do tempo para este domingo (30/8) mo Distrito Federal. A expectativa da meteorologia é que a capital do país se mantenha com temperaturas altas e queda na umidade do ar. A mínima registrada na capital federal foi de 14º C e a máxima pode atingir os 30ºC. A umidade relativa do ar varia entre 20% a 80%. 

"Hoje o estado é ainda mais seco, comparado ao sábado", explica o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Heráclio Alves. “O céu continua com poucas nuvens e não há previsão de chuva na capital”, afirma

A noite, porém, promete ser mais fria. "A previsão é de que a temperatura caia nesse horário.Como há poucas nuvens no céu, isso possibilita que assim como de dia o clima esquente mais rápido e a noite esfrie abruptamente também”, acrescenta Heráclio.


Cuidados

Durante a seca é importante tomar algumas medidas para evitar alguns efeitos causados como desidratação, doenças respiratórias, irritação na pele, entre outros. Especialistas alertam para mais ingestão de água e uso do protetor solar.  

A nutricionista Talyta Machado explica que o consumo constante de água é primordial neste período. "Não deve-se ingerir o líquido apenas quando sentir necessidade. Quando você sente a sede física é um momento que o seu corpo já esteve trabalhando por muito tempo para tentar utilizar a água que está no corpo para funcionamento do organismo e depois chegou um momento que ele precisa tanto do líquido que que libera um aviso para dar aquele estímulo. Isso é um indicativo que ele está algum tempo desidratado", aponta a especialista.  

Ela também revela uma adaptação do corpo humano neste período de seca. "Alguns estudos apontam que quando a pessoa está em um local com a umidade de ar mais baixa, aumenta-se a perda de água no organismo. Como nosso corpo tem uma capacidade de se adaptar aos ambientes, acontece de muita das vezes a gente não conseguir perceber algumas necessidades, como por exemplo a ingestão de água" aponta a doutora. 



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação