Tecnologia

Aprovado plano de uso e ocupação do solo do Parque Biotic

O local é destinado à instalação de empresas de tecnologia da informação, telecomunicações e biotecnologia

Samara Schwingel
postado em 02/09/2020 14:57
 (foto: Tony Winston/Agência Brasília)
(foto: Tony Winston/Agência Brasília)

O Governo do Distrito Federal aprovou o plano de uso e ocupação do solo do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic). O decreto nº 41.162, assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MBD), foi publicado no Diário Oficial do DF (DODF) nesta quarta-feira (2/9).

O projeto foi aprovado pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) em março e aguardava homologação do Executivo local. O Biotic ficará entre a Granja do Torto e o Parque Nacional de Brasília.

Segundo o projeto, o parque contará com 14 quadras e 960 mil metros quadrados a serem ocupados por escritórios, universidades e comércio relacionados a empresas de tecnologia da informação, telecomunicações e biotecnologia. Além disso, o plano prevê a instalação de praças e um parque internos.

Todos os detalhes do projeto podem ser encontrado no site da Secretaria de Estado de Desenvolvimento
Urbano e Habitação (Seduh) no sistema de documentação urbanística e cartográfica. 

Em julho, o Biotic inaugurou o primeiro ambiente de teste permanente da tecnologia 5G do Brasil. O laboratório, instalado no parque, ofereceu ao público experiências gratuitas com smartphones e com a realidade virtual sob demanda. O espaço é resultado de uma parceria entre a Biotic S/A, subsidiária da Terracap, com a Huawei e a Telefônica Vivo.

Como funciona a tecnologia 5G

Diferentemente do 4G, a tecnologia 5G possibilitará a conexão simultânea de aparelhos, permitindo ao usuário conectar até mil objetos no dispositivo móvel. A principal diferença da internet 5G é a menor latência, ou o menor tempo de resposta para transferir um pacote de dados na rede. A latência é diferente da velocidade.

O 5G permite uma taxa de transmissão centenas de vezes maior do que a atual. A partir disso, em sua máxima potência, o 5G poderá entregar altíssimas velocidades de internet. Além disso, a nova rede promete consumir até 90% menos energia do que as redes 4G atuais.

  • Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC
    Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC Foto: Daniel Santos/Terracap
  • Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC
    Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC Foto: Daniel Santos/Terracap
  • Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC
    Inauguração de laboratório de testes com rede 5G na BioTIC Foto: Daniel Santos/Terracap
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação