Covid-19

Mais de 160 mil pessoas estão recuperadas do novo coronavírus no DF

Desde o início da pandemia, 174.549 testaram positivo para a covid-19 na capital. Em 24 horas, foram contabilizados mais 918 casos da doença e 24 mortes

Cibele Moreira
postado em 11/09/2020 19:20
A secretaria de Saúde registrou mais 918 casos de covid-19 no DF nesta sexta -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A secretaria de Saúde registrou mais 918 casos de covid-19 no DF nesta sexta - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

De acordo com o último levantamento feito pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, das 174.549 pessoas que testaram positivo para a covid-19, 160.743 encontram-se recuperadas. O quantitativo representa 92,1% do total das contaminações registradas na capital. Por outro lado, 2.867 perderam a vida por complicações da doença — destes, 2.627 eram brasilienses.

O boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (11/9) pela pasta apresentou ainda 918 novas ocorrências do vírus no Distrito Federal e mais 24 mortes registradas no período de 24 horas. A maioria das vítimas teve o óbito confirmado em dias anteriores, mas a notificação da causa do falecimento só foi registrada pela secretaria nas últimas 24 horas.

Apenas um homem, com idade entre 60 e 69 anos, morreu nesta nesta sexta-feira. Ele estava internado no Hospital Regional de Taguatinga e apresentava comorbidades como doença cardiovascular, distúrbios metabólicos e nefropatia.

Taguatinga contabiliza 287 óbitos de moradores e 14.158 casos da doença. No entanto, a região com maior quantidade de ocorrências do vírus e de mortes é Ceilândia. Desde o início da pandemia, a cidade registrou 21.334 infectados e 531 vítimas pelo novo coronavírus. O Plano Piloto apresenta 13.839 notificações positivas para a covid-19.

As cidades com menor índice de casos são: SIA (68), Fercal (112) e Varjão (260). Outros 6.790 contaminados estão com a região administrativa em investigação pela Secretaria de Saúde.

O sistema carcerário registrou 1.819 infectados, quatro casos a mais do que na última quinta-feira (10/9), quando a juíza da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios autorizou a retomada das visitas presenciais aos presídios e as saídas temporárias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação