Infraestrutura

GDF lança edital para ampliação da bacia de contenção na Asa Sul

A obra vai receber investimento de R$ 3,2 milhões, aumentará capacidade de recebimento das águas pluviais e vai gerar 160 empregos

Correio Braziliense
postado em 15/09/2020 22:01
A empresa escolhida vai ampliar a bacia de contenção localizada na 912/913, região do Parque da Cidade -  (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
A empresa escolhida vai ampliar a bacia de contenção localizada na 912/913, região do Parque da Cidade - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

O GDF lançou edital de licitação para contratar a empresa que vai ampliar a bacia de contenção localizada na 912/913, região do Parque da Cidade. A obra faz parte do projeto do Corredor Eixo-Oeste, que prevê uma série melhorias para a infraestrutura de Brasília.

A bacia recebe águas das chuvas da faixa 13 da Asa Sul, além do Sudoeste e do Setor de Indústrias Gráficas (SIG). As obras vão dobrar a capacidade do reservatório para 200 mil metros cúbicos. As empresas interessadas em participar da licitação podem acessar o edital completo no site da Novacap.

A licitação vai ocorrer no dia 5 de outubro. A obra vai gerar 40 empregos diretos e 120 indiretos. “O projeto é de 2011 e estava previsto no antigo 'Águas do DF'. Agora, foi atualizado pelos técnicos da Novacap, em parceria com a Secretaria de Obras, e, em breve, será mais uma aquisição essencial para a drenagem pluvial da cidade”, explicou Luciano Carvalho, secretário de Obras.

Corredor Eixo-Oeste

Como o viaduto faz parte de uma série de intervenções do corredor Eixo-Oeste, os trabalhos incluem o alargamento de vias para que, no futuro, haja em toda a EPIG quatro faixas, uma delas exclusiva para BRT.

O projeto do corredor Eixo-Oeste, com 38,7 quilômetros de extensão, prevê o alargamento de pistas e a construção de faixas exclusivas nas principais vias de ligação do Sol Nascente com o Plano Piloto, como a Hélio Prates, a EPIS e a Estrada Parque Polícia Militar (ESPM), que leva ao Terminal da Asa Sul.

Segundo Luciano Carvalho, o objetivo é reduzir em meia hora o tempo de deslocamento até o Plano Piloto. De acordo com o secretário, as obras são feitas por trechos, já que seria inviável para o trânsito fazer as intervenções de uma vez.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação