VIOLÊNCIA

Polícia divulga foto de acusado de assassinar professor em casa

Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira (18/9), a foto do suspeito acusado de assassinar o professor Adailton Campos, de 33 anos, dentro de casa, em Santa Maria

Darcianne Diogo
postado em 18/09/2020 18:52 / atualizado em 18/09/2020 19:13
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira (18/9), a foto do suspeito de assassinar o professor Adailton Campos, de 33 anos, dentro de casa. Investigadores apuram, ainda, o envolvimento de outras duas pessoas no crime.

O acusado, identificado como Júnio das Neves da Silva, 31, é considerado foragido da Justiça e tem diversas passagens por Maria da Penha, segundo apurou o Correio. O crime ocorreu na manhã desta quinta-feira (17/9).

Segundo as investigações, o educador saiu na noite de quarta-feira (16/9) na companhia de alguns amigos para se divertir em um bar de Santa Maria. Durante a madrugada, o celular de um dos envolvidos teria sumido e o grupo passou a acusar o professor de ter furtado o aparelho, mas investigações comprovaram que o professor não cometeu crime.

A polícia pede para que, caso alguém tenha alguma informação sobre o paradeiro de Júnio das Neves, ligue para o número 197 da Polícia Civil. A denúncia pode ser feita de maneira anônima.

Morto por causa de celular

Segundo o delegado-adjunto da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), Paulo Fortini, o grupo foi até a casa de Adailton por várias vezes para questioná-lo sobre o sumiço do telefone. "A vítima chegou a pedir para eles olharem o seu carro, de modo que pudesse comprovar que ele não tinha pegado nada. Mas, em determinado momento, o suspeito entrou novamente na residência, disse que a situação não ficaria daquele jeito e efetuou três disparos de tiro", detalhou.

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação