Meio ambiente

Polícia apreende 32 aves silvestres em criadouro clandestino

Os pássaros estavam abrigados dentro de gaiolas na garagem de uma casa, na QNN 20, em Ceilândia. O proprietário assinou um um termo de comparecimento ao juízo e foi liberado

Darcianne Diogo
postado em 13/10/2020 17:19 / atualizado em 13/10/2020 17:21
Os pássaros estavam em criadouro clandestino -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Os pássaros estavam em criadouro clandestino - (crédito: PCDF/Divulgação)

Policiais civis deflagraram, nesta terça-feira (13/10), a operação Free Bird e apreenderam 32 aves silvestres que eram mantidas em um criadouro clandestino localizado na QNN 20, em Ceilândia. O dono das aves, um homem de 30 anos, foi encaminhado à 23ª Delegacia de Polícia (P Sul), onde assinou um termo de comparecimento ao juízo e foi liberado. 

Os investigadores deram início à apuração policial após o recebimento de uma denúncia anônima. No local, os agentes encontraram 32 aves silvestres, como pássaro-preto, falo de campina, azulão e papagaio, que estavam abrigados dentro de gaiolas na garagem da residência. Os policiais localizaram, ainda, os ovos de pássaros no local.

Tanto os animais quanto as gaiolas foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), local onde será realizada a perícia do Instituto de Criminalística (IC) para a identificação de todas as aves. O autor do crime assinou um termo de compromisso de que se apresentará em juízo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação