SERVIÇOS

Departamento de Estradas de Rodagem retoma atendimento presencial no DF

Atendimentos ocorrerão apenas mediante agendamento prévio. Atividades serão na sede do órgão, no Setor de Administração Municipal (SAM), das 7h30 às 18h

Correio Braziliense
postado em 20/10/2020 21:20 / atualizado em 20/10/2020 21:27
Órgão adotará série de medidas para garantir segurança de funcionários e da população -  (crédito: DER-DF/Divulgação)
Órgão adotará série de medidas para garantir segurança de funcionários e da população - (crédito: DER-DF/Divulgação)

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) retomará, a partir de quinta-feira (22/10), o atendimento presencial para questões relacionadas a multas e penalidades. A prestação do serviço ocorrerá na sede do órgão, mediante agendamento prévio pelo site.

As marcações começam a partir das 7h30 desta quarta-feira (21/10). O expediente no departamento será de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h.

Presencialmente, o motorista poderá fazer defesa para recorrer de multas, indicar o real condutor infrator, pedir a conversão de multa em advertência, solicitar o ressarcimento de taxas pagas indevidamente e a segunda via de documentos, bem como a devolução de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou de Certificado de Licenciamento e Registro Veicular (CLRV) recolhidos.

Localizado no Setor de Administração Municipal (SAM), Bloco C, nos Setores Complementares, o DER-DF não funciona com atividades presenciais desde março, devido à pandemia do novo coronavírus. A previsão do órgão é que haja cerca de 80 atendimentos por dia, com tempo médio de 30 minutos para cada pessoa.

Antes da suspensão dos serviços presenciais, o setor de multas de Samambaia atendia por volta de 400 motoristas diariamente, segundo o departamento. A princípio, o serviço só será retomado na sede, mas, caso haja necessidade de ajustes, as atividades podem se estender ao 3° Distrito Rodoviário, em Samambaia Sul.

O DER-DF seguirá protocolos de proteção contra a covid-19 durante o expediente. O uso de máscaras por servidores e pela população será obrigatório, além da aferição da temperatura na entrada e do distanciamento social entre as pessoas. O órgão disponibilizará, ainda, álcool em gel para higienização das mãos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação