Agente da PCDF que sofreu acidente de helicóptero no Pantanal recebe alta

Comandante Renato Souza pilotava helicóptero da Força Nacional na região do Pantanal mato-grossense quando aeronave caiu

Correio Braziliense
postado em 25/10/2020 11:19 / atualizado em 25/10/2020 21:07
 (crédito: Material cedido ao Correio)
(crédito: Material cedido ao Correio)

O agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Renato Souza recebeu alta após o acidente sofrido na região do Pantanal, em Poconé (MT). O comandante pilotava o helicóptero da Força Nacional que caiu no dia 8 de novembro, a 104 km de Cuiabá, com mais dois tripulantes.

A liberação médica aconteceu após o período de pós-operatório de uma cirurgia na coluna e foi anunciada com emoção pela filha. “Finalmente ele recebeu alta e deixou o hospital! O governo do Mato Grosso disponibilizou uma aeronave com UTI para o transporte do meu pai. Ele já se encontra no estado do Rio de Janeiro, na casa do meu tio, e continua com todo o suporte de fisioterapeutas e médicos necessários”, publicou Karina Fernandes, nas redes sociais.

O governo mato-grossense divulgou detalhes da operação. “Ele teve uma fratura na lombar, foi feita a cirurgia necessária, é um paciente estável que está retornando para a cidade natal, onde vai dar continuidade aos cuidados. Tem uma equipe médica já que irá recebê-lo no aeroporto e depois ele segue para casa”, detalhou o médico do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), Otávio Fernandes, ao serviço de comunicação do governo.

A história de Renato na corporação é rica. Aprovado no concurso da PCDF em 1992, o carioca se mudou para Brasília e atuou em diversas ocorrências de destaque, chegando a assumir a chefia da Divisão de Operações Aéreas (DOA) da Polícia Civil. O comandante também atuou no resgate das vítimas da tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, em 2019.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação