Obras

GDF investe mais R$ 23 milhões em túnel de Taguatinga

Obras financiadas pela Caixa já estavam orçadas em R$ 275 milhões. Agora, governador abre crédito suplementar para construção do túnel

Correio Braziliense
postado em 29/10/2020 12:10 / atualizado em 29/10/2020 12:11
Obra está na fase de construção das paredes -  (crédito: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)
Obra está na fase de construção das paredes - (crédito: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)

O governador Ibaneis Rocha abriu crédito suplementar no valor de R$ 23 milhões para as obras da construção do novo túnel de Taguatinga, que irá cruzar a cidade. O investimento inicial anunciado pela Secretaria de Obras e Infraestrutura era de R$ 275 milhões, com recursos de financiamento firmado entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e a Caixa Econômica Federal.

O valor suplementar foi anunciado em decreto publicado no Diário Oficial (DODF) desta quinta-feira (29/10). A previsão é de que as obras sejam entregues em 2022. Ao todo, o túnel terá 1.010 metros de extensão, sendo 180 metros no trecho de emboque, e 830 metros coberto. Serão duas vias paralelas, cada uma com três pistas de rolagem em cada sentido. A expectativa é de desafogar o trânsito para os mais de 135 mil veículos que circulam na região, segundo informado pela secretaria.

Também será instalado um boulevard arborizado, com revitalização de calçadas e ampliação dos estacionamentos. Ao fim da obra, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, passarão pelo túnel até a Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Já quem passar pela região em direção a Ceilândia descerá pelo túnel até o início da Via Estádio, voltando à superfície logo após o viaduto da Avenida Samdu.

A promessa do túnel é de longa data: mais de 20 anos de espera. Ele faz parte do projeto viário Corredor Eixo Oeste na região sul do Distrito Federal, que inclui também o alargamento do viaduto da EPCT com a EPTG, revitalização completa da avenida Hélio Prates e construção do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG), entre o Sudoeste e o Parque da Cidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação