BALANÇO

CEB fecha terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 99,4 milhões

Resultado de três meses apresenta recuperação em relação ao segundo trimestre do ano, quando a estatal perdeu R$ 53,8 milhões. No caso da subsidiária de distribuição, prejuízos acumulados de janeiro a setembro chegam a R$ 21,2 milhões

Correio Braziliense
postado em 14/11/2020 00:35 / atualizado em 14/11/2020 00:43
Lucro líquido da companhia nos nove primeiros meses ficou em R$ 35,2 milhões -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Lucro líquido da companhia nos nove primeiros meses ficou em R$ 35,2 milhões - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Em meio a um processo de privatização, a Companhia Energética de Brasília (CEB) apresentou a orçamento da empresa referente ao terceiro trimestre do ano. A estatal registrou lucro líquido de R$ 99,4 milhões no período, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (13/11). O resultado apresentou uma recuperação, na comparação com os três meses anteriores, quando verificou-se prejuízo de R$ 53,8 milhões.

O lucro líquido dos nove primeiros meses do ano ficou em R$ 35,2 milhões. A maior parte corresponde ao desempenho das empresas de geração de energia, segundo a companhia. Elas apresentaram resultados da ordem de R$ 64,7 milhões — 14% a mais do que o verificado no mesmo período de 2019. 

Por outro lado, no segmento de distribuição, a CEB teve prejuízo total de R$ 21,2 milhões, de janeiro a setembro. No mesmo período de 2019, houve lucro de R$ 13,5 milhões. A companhia associa o resultado à perdas de energia elétrica, bem como à redução do consumo nas classes comercial e industrial, em decorrência da pandemia.

A CEB Distribuição S.A. conseguiu reduzir o endividamento com a quitação de dívidas e com a redução do passivo referente ao plano de previdência privada da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB (Faceb). Além disso, o programa Recupera, permitiu a negociação de faturas atrasadas, alcançando R$ 61,7 milhões negociados até 31 de outubro, segundo a companhia.

A distribuidora informou que conseguiu diminuir em R$ 20 milhões os gastos com pessoal, materiais, serviços e outros. A economia foi observada de janeiro a setembro, na comparação com o mesmo período de 2019.

Do primeiro ao terceiro trimestre deste ano, a CEB Distribuição S.A. reverteu um resultado negativo de R$ 36 milhões para um positivo de R$ 2,9 milhões. O resultado decorreu da geração de caixa operacional, de acordo com balanço da companhia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE