Drogas

Apreensão de drogas semi-sintéticas aumenta 400% no DF

Dados da Polícia Civil do DF mostram que, entre janeiro e agosto deste ano, cerca de 7.190 kg foram apreendidos contra 1.436 kg no mesmo período do ano passado

Samara Schwingel
postado em 24/11/2020 14:29

Levantamento feito pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) mostra que, entre janeiro e agosto deste ano, a apreensão de alguns tipos de drogas aumentaram em relação ao mesmo período do ano passado. As semi-sintéticas como maconha, cocaína, crack e skunk registraram as maiores apreensões e puxaram o número da categoria para cima. No total, foram cerca de 7.190kg de semi-sintéticas apreendidas em 2020 contra 1.436 no ano passado. A alta é de 400%.

Ainda segundo os dados da PCDF, este ano, foram apreendidos 6.943 kg de maconha; 90,32 kg de cocaína; 115,63kg de crack e 31,99kg de skunk. Em 2019, as mesmas drogas somaram 1.330 kg; 33 kg; 37kg; e 21,14 kg; respectivamente.

O número de apreensões de diclorometano, popularmente conhecido como 'loló', também registrou alta. Foram 1.198 frascos em 2019 contra 1.227 em 2020.

Uso e porte 

Apesar das altas identificadas, a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF) informou que houve redução de 5,1% nos registros de uso e porte de drogas na capital federal, comparando os primeiros dez meses deste ano e os de 2019. Foram registradas 4.405 ocorrências em 2020, contra 4.640 no ano passado.

A pasta ressalta que "o índice acima engloba registros de uso e porte de entorpecentes, não somente consumo. Esse tipo de ocorrência está diretamente relacionado à produtividade policial e não necessariamente ao aumento do crime analisado."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE