Crime

Tribunal do Júri condena homem por tentativa de feminicídio e divulgação de fotos íntimas

O caso aconteceu num hotel em Taguatinga. Em 29 de novembro de 2018, Fagner Mororó Ramos tentou assinar a ex-companheira por não aceitar o fim do relacionamento

Correio Braziliense
postado em 26/11/2020 19:32 / atualizado em 26/11/2020 21:20
 (crédito: Cristiano Gomes/CB/D.A Press)
(crédito: Cristiano Gomes/CB/D.A Press)

Condenado por pelos crimes de tentativa de feminicídio, furto e pela divulgação de cenas de sexo, nesta terça-feira (24/11), Fagner Mororó Ramos, 31 anos, ficará recluso por nove anos e quatro meses em regime fechado. O caso ocorreu em novembro de 2018, nas dependências de um hotel em Taguatinga, onde a vítima trabalhava. 

O autor não aceitou o fim do relacionamento e se dirigiu ao local. Quando ele entrou no estabelecimento, agrediu a ex-companheira. O gerente do hotel tentou intervir, mas Fagner o ameaçou. Em seguida, apareceu um policial à paisana que estava nas redondezas, o que fez com que o acusado fugisse. Contudo, ele furtou o celular da vítima e passou a divulgar fotos íntimas em redes sociais. Devido às agressões, a vítima precisou ser socorrida e encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

O réu possuía dois pedidos de medidas protetivas em duas relações afetivas anteriores ao crime. No entanto, as vítimas desistiram de prosseguir com os processos. Os autos foram julgados inicialmente pela Vara de Violência Doméstica, mas a ação foi remetida ao Tribunal do Júri por haver vontade de matar.

Prisão preventiva

Em 6 dezembro de 2018, o Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) decretou a prisão preventiva do réu. A sentença foi de um ano e quatro meses de reclusão, em regime aberto, e a indenização foi fixada em R$ 2 mil, a título de danos morais, pelo crime de divulgação de cena de sexo ou de pornografia, em contexto de violência doméstica contra a mulher, especificado na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE