Covid-19

DF Legal interditou mais de mil estabelecimentos durante a pandemia

No período de 23 de março a 29 de novembro, a pasta interditou 1.678 comércios e multou 395 por descumprimento de medidas sanitárias

Correio Braziliense
postado em 03/12/2020 15:30
DF legal multou 170 pessoas pelo não uso de máscaras entre 23 de março e 29 de novembro -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
DF legal multou 170 pessoas pelo não uso de máscaras entre 23 de março e 29 de novembro - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Em meio a oito meses de pandemia, o Governo do Distrito Federal (GDF) decretou ações em prol do combate da covid-19 e com o tempo, flexibilizou algumas restrições. No entanto, o uso de máscara e os protocolos sanitários permanecem firmes, em especial, no âmbito comercial.

De acordo com dados da Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística do DF (DF Legal), 1.678 estabelecimentos foram interditados, entre 23 de março a 29 de novembro, por não cumprirem medidas sanitárias. Durante o mesmo período, a Força-Tarefa do Governo multou 170 pessoas por não usarem máscaras.

Ao todo, ocorreram 538.739 vistorias ao comércio e 82.225 abordagens de cidadãos sem a proteção facial. Além disso, outros 395 estabelecimentos foram multados por descumprimento de medidas sanitárias. Houve 24.275 locais fechados compulsoriamente devido à fase de restrições mais rígidas adotada pelo GDF e não por qualquer descumprimento de protocolo. As feiras também foram visitadas pelas equipes do DF Legal, foram 4.778 fiscalizações no total.

Como se proteger

O isolamento social ainda é a maneira mais eficaz para se evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Contudo, quando é inevitável não ter contato com outras pessoas na rua ou em ambientes com grande movimentação de pessoas, a recomendação das autoridades sanitárias é para que todos usem a máscara de proteção facial cobrindo totalmente a boca e o nariz. É importante lembrar que a utilização do acessório é obrigatório, e pode gerar multa de R$ 2 mil a R$ 4 mil.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE