Reforma da Previdência

Valores reajustados no regime de previdência valem a partir de janeiro

Lei complementar foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta sexta-feira (4/12). Contribuição de servidores ativos será de 14%

Mariana Machado
postado em 04/12/2020 14:16
 (crédito: Credito.cl.df.gov/reprodução)
(crédito: Credito.cl.df.gov/reprodução)

 

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) publicou, na edição desta sexta-feira (4/12) do Diário Oficial (DODF), a lei complementar nº 970/2020, que estabelece as regras do regime próprio de Previdência Social do DF. Os valores serão reajustados a partir de 1º de janeiro de 2021.

Pela norma, a contribuição previdenciária dos servidores ativos, que antes era de 11%, passa a ser de 14%, incidente sobre a remuneração de contribuição. A alíquota é a mesma no caso de servidores inativos e pensionistas que recebam acima do teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Ainda no caso de aposentados e pensionistas, está isento quem tiver remuneração de até um salário mínimo. Contudo, caso seja de um salário mínimo até o valor vigente do teto dos benefícios pagos pelo Regime de Previdência, incidirá alíquota de 11%.

Se o beneficiário da aposentadoria ou pensão for portador de doença incapacitante, a contribuição incidirá apenas sobre a parcela de provento que supere o dobro do teto dos benefícios pagos pelo Regime Geral de Previdência Social.

A previdência local conta com 146.949 contribuintes, que geram uma contribuição mensal de R$ 221 milhões. No entanto, o Iprev-DF gasta, por mês, R$ 602 milhões com o pagamento de benefícios a 65.669 mil aposentados e pensionistas.

Audiências

O projeto oriundo do poder Executivo determina ainda que o Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev/DF) faça audiências públicas anuais para apresentar os estudos atuariais anuais sobre o sistema previdenciário dos servidores.

Elas serão abertas à participação da sociedade, e deverão ter convocação prévia com antecedência mínima de 30 dias antes da data escolhida. Os estudos atuariais deverão ser publicados no site do Iprev antes da convocação para as audiências.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE