ACOMPANHAMENTO

Vigilância Sanitária fiscalizou mais de 4,7 mil bares e restaurantes do DF

Desde 15 de julho, a diretoria da Secretaria de Saúde do DF autuou 282 bares e restaurantes. Além desses, foram interditados 38 estabelecimentos que descumpriram as medidas de segurança

Correio Braziliense
postado em 04/12/2020 21:16 / atualizado em 04/12/2020 21:19
Decreto publicado na quinta-feira (3/12) liberou funcionamento após as 23h apenas em 24 e 31 de dezembro -  (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
Decreto publicado na quinta-feira (3/12) liberou funcionamento após as 23h apenas em 24 e 31 de dezembro - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Desde a reabertura dos bares e restaurantes, em 15 de julho, a Vigilância Sanitária do Distrito Federal fiscalizou 4.790 bares e restaurantes em todo DF, para verificar o cumprimento do decreto de enfrentamento à pandemia de covid-19. Ao todo, 282 bares e restaurantes foram autuados, e 38 estabelecimentos foram interditados por descumprirem as medidas de segurança.

Por causa do registro de aglomerações e do desrespeito às normas sanitárias, o Governo do Distrito Federal (GDF) publicou um decreto, na terça-feira (1º/12), para determinar que bares e restaurantes encerrem as atividades às 23h. Na quinta-feira (3/12), porém, uma nova publicação abriu exceção para que os bares e restaurantes possam funcionar depois das 23h, em 24 e 31 de dezembro.

O texto mais recente, publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), detalha que a medida leva em conta a taxa de disseminação da covid-19, a necessidade de garantir o adequado funcionamento dos serviços de Saúde, além da importância de evitar o aumento no número de casos e de internações provocadas pela doença.

Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE