INCENTIVO

Produtores rurais do DF recebem crédito para investimento na agricultura

Serão destinados R$ 1,1 milhão para projetos do setor agrícola por meio da carta de crédito do Fundo Distrital de Desenvolvimento (FDR), entregue pela Secretaria de Agricultura

Correio Braziliense
postado em 14/12/2020 22:03
 (crédito: Ascom/Emater-DF)
(crédito: Ascom/Emater-DF)

Produtores rurais do Distrito Federal terão mais um incentivo para investir em projetos agrícolas. A carta de crédito do Fundo Distrital de Desenvolvimento Rural (FDR) está sendo entregue pela Secretaria de Agricultura (Seagri-DF) para fomentar o desenvolvimento e novas oportunidades no campo. Serão destinados cerca de R$ 1,1 milhão para o setor.

Ao todo, 16 produtores serão contemplados com a carta de crédito. Para a agricultora Maria da Conceição, a verba vai garantir a compra de um veículo com caçamba para o transporte da produção. “Agora eu vou ter a possibilidade de entregar minha mercadoria, e não só plantar”, afirmou.

Edson Rodrigues, 55 anos, tem uma produção diversificada, mas concentrada no cultivo de mandioca, milho verde e tomate cereja. Com a carta de crédito, ele pretende implantar dois hectares de irrigação pelo sistema de aspersão e uma estufa para aumentar a produção de tomate.

O secretário de Agricultura, Candido Teles, ressaltou a importância da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) para o incentivo de crédito. “Não adianta ter dinheiro sem projeto. Quem faz o projeto é a Emater. Eles vivem no meio das pessoas na área rural, identificando problemas e buscando soluções”, ponderou.

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, destacou a importância do FDR para os produtores. “O crédito aos produtores rurais forma o tripé que mantém a agricultura em plena atividade. A verba vai incentivar a produção com a compra de equipamentos e insumos, criando mais oportunidades de renda e ocupação no campo.”

Como participar

Para ter acesso a alguma das linhas do Fundo Distrital de Desenvolvimento Rural é preciso ter um projeto, que pode ser elaborado com apoio da Emater-DF. Também é preciso apresentar documentação da terra, documentos pessoais, certidões negativas, consulta Serasa e requerimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE