SEGURANÇA

Preso segundo suspeito de matar jovem a tiros em bar em Sobradinho 2

O segundo envolvido no homicídio foi preso em Arinos (MG) e cumpria pena em regime domiciliar por lesão corporal. Policiais civis do DF viajaram até o município mineiro para buscar o suspeito e trazê-lo até Brasília

Darcianne Diogo
postado em 14/01/2021 20:00 / atualizado em 14/01/2021 20:12
Jovem foi morto a tiros dentro de bar, em Sobradinho 2 -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Jovem foi morto a tiros dentro de bar, em Sobradinho 2 - (crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) prendeu, nesta quinta-feira (14/1), o segundo suspeito de assassinar Wenderson Silva Guedes, de 27 anos, dentro de um bar no Condomínio Versales, em Sobradinho 2, na segunda-feira (11/1). O rapaz, de 41 anos, foi encontrado em Arinos (MG). O caso é apurado pela 35ª Delegacia de Polícia.

Wenderson foi assassinado a tiros dentro do estabelecimento. Um dos envolvidos, Raimundo Santana da Silva, 32, foi preso ainda na segunda-feira por policiais militares do DF, em uma blitz em Planaltina. O Correio teve acesso a um áudio em que Raimundo confessa ter atirado na vítima. 

Na conversa, o suspeito conta que estava no bar jogando sinuca na companhia de um outro amigo. "Paguei as contas tudo certinho (...). O cara pegou o dinheiro e disse que eu estava devendo mais. Ele deu na minha cara. Veio para bater mesmo (...). Para me defender, eu atirei", disse.

Na casa de Raimundo, policiais apreenderam duas espingardas calibre .12, munições de calibre .380 e de calibre 12 e diversos cartuchos deflagrados.
Na casa de Raimundo, policiais apreenderam duas espingardas calibre .12, munições de calibre .380 e de calibre 12 e diversos cartuchos deflagrados. (foto: PCDF/Divulgação)

Segundo as investigações, o segundo envolvido no homicídio é comparsa do autor e cumpria pena em regime domiciliar por lesão corporal. Policiais civis do DF viajaram até o município mineiro para buscar o suspeito e trazê-lo até Brasília. Ele será levado à Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP), na Carceragem da PCDF. 

A dupla responderá por homicídio qualificado, com pena de 12 a 30 anos. Os dois ficarão presos temporariamente, por um período de 30 dias, podendo ter a prisão prorrogada ou convertida em preventiva, a depender do caso.

O crime

Investigações conduzidas pela 35ª DP revelaram que, antes do crime, a vítima e o autor discutiram e entraram em luta corporal. Após a briga, Raimundo teria ido em casa, pegado uma arma e voltado ao estabelecimento para matar o jovem.

Wanderson foi atingido com cinco disparos de arma de fogo. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) e encaminhado ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS), mas não resistiu aos ferimentos e morreu quando dava entrada na unidade de saúde.

No decorrer da semana, em buscas realizadas na casa de Raimundo, foram apreendidas duas espingardas calibre 12, munições de calibre 380 e calibre 12, além de diversos cartuchos usados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE